Comentarios

  • http://infinitomaizum.wordpress.com/ Robson Garcia Formoso

    Olá Paula, ficou muito bom. 5 estrelinhas pra vc. E olha que nunca dou 5 estrelinhas pra nenhum vídeo no youtube. hehehe.
    Incrível como temos que tomar cuidado com as pessoas, principalmente com os sentimentos que podemos gerar nelas. Chegar “cagando grosso” em cima da mesa não é uma boa estratégia. As pessoas se sentem ameaçadas por uma nova pessoa, até porque essas pessoas podem trazer mudanças que já poderiam ter sido feitas e ninguém teve coragem de fazer, a política terrorista local não deixo ou ninguém teve a idéia. Se é que me entende.
    Indiferente de geração, todos nós queremos chegar ao topo (nossos objetivos) e nessa guerra fria qualquer um pode virar um inimigo mortal.
    Finalizo com uma frase que sempre gosto de citar. “Ganhar não é a melhor opção, é a unica.” Pensem nisso.

    Paula, beijão.

    • http://naeradainformacao.blogspot.com Paula Carina

      Obrigada Robson, é sempre bom receber cinco estrelinhas! Em nossas vidas sempre precisamos dar um passo de cada vez, ter um pouco de cautela e com a carreira não é diferente. Conquistamos nosso espaço pouco a pouco. Gostei muito da frase! Beijo

  • http://infinitomaizum.wordpress.com/ Robson Garcia Formoso

    Olá Paula, ficou muito bom. 5 estrelinhas pra vc. E olha que nunca dou 5 estrelinhas pra nenhum vídeo no youtube. hehehe.
    Incrível como temos que tomar cuidado com as pessoas, principalmente com os sentimentos que podemos gerar nelas. Chegar “cagando grosso” em cima da mesa não é uma boa estratégia. As pessoas se sentem ameaçadas por uma nova pessoa, até porque essas pessoas podem trazer mudanças que já poderiam ter sido feitas e ninguém teve coragem de fazer, a política terrorista local não deixo ou ninguém teve a idéia. Se é que me entende.
    Indiferente de geração, todos nós queremos chegar ao topo (nossos objetivos) e nessa guerra fria qualquer um pode virar um inimigo mortal.
    Finalizo com uma frase que sempre gosto de citar. “Ganhar não é a melhor opção, é a unica.” Pensem nisso.

    Paula, beijão.

    • http://naeradainformacao.blogspot.com Paula Carina

      Obrigada Robson, é sempre bom receber cinco estrelinhas! Em nossas vidas sempre precisamos dar um passo de cada vez, ter um pouco de cautela e com a carreira não é diferente. Conquistamos nosso espaço pouco a pouco. Gostei muito da frase! Beijo

  • http://infinitomaizum.wordpress.com/ Robson Garcia Formoso

    Olá Paula, ficou muito bom. 5 estrelinhas pra vc. E olha que nunca dou 5 estrelinhas pra nenhum vídeo no youtube. hehehe.
    Incrível como temos que tomar cuidado com as pessoas, principalmente com os sentimentos que podemos gerar nelas. Chegar “cagando grosso” em cima da mesa não é uma boa estratégia. As pessoas se sentem ameaçadas por uma nova pessoa, até porque essas pessoas podem trazer mudanças que já poderiam ter sido feitas e ninguém teve coragem de fazer, a política terrorista local não deixo ou ninguém teve a idéia. Se é que me entende.
    Indiferente de geração, todos nós queremos chegar ao topo (nossos objetivos) e nessa guerra fria qualquer um pode virar um inimigo mortal.
    Finalizo com uma frase que sempre gosto de citar. “Ganhar não é a melhor opção, é a unica.” Pensem nisso.

    Paula, beijão.

    • http://naeradainformacao.blogspot.com Paula Carina

      Obrigada Robson, é sempre bom receber cinco estrelinhas! Em nossas vidas sempre precisamos dar um passo de cada vez, ter um pouco de cautela e com a carreira não é diferente. Conquistamos nosso espaço pouco a pouco. Gostei muito da frase! Beijo

  • Luiz Francisco

    Parabéns!

    Li todos os seus textos e você escreve muito bem.
    Ingressei no Serviço Público no ano de 2003, e confesso que tive algumas decepções durante o enfrentamento com algumas situações,entretanto,percebi que tinha muito a contribuir para a melhoria em meu ambiente de trabalho,e consequente melhoria do serviço prestado ao cidadão.É a primeira vez que acesso este site, e me supreendi com a qualidade dos textos escritos e riqueza das opiniões compartilhadas.Perdoe meu atrevimento, mas sujiro que você compartilhe conosco, em uma próxima oportunidade,sua opinião sobre a postura de um jovem da geração Y,quando investido em um cargo de gestão dentro do Serviço Público.
    Parabéns mais uma vez, e sucesso em sua carreira.

    • http://naeradainformacao.blogspot.com Paula Carina

      Olá Luiz, muito obrigada! Obrigada pela indicação de tema para um novo texto. Nós gostamos muito de receber esse tipo de colaboração dos leitores.
      Abraço.

  • Luiz Francisco

    Parabéns!

    Li todos os seus textos e você escreve muito bem.
    Ingressei no Serviço Público no ano de 2003, e confesso que tive algumas decepções durante o enfrentamento com algumas situações,entretanto,percebi que tinha muito a contribuir para a melhoria em meu ambiente de trabalho,e consequente melhoria do serviço prestado ao cidadão.É a primeira vez que acesso este site, e me supreendi com a qualidade dos textos escritos e riqueza das opiniões compartilhadas.Perdoe meu atrevimento, mas sujiro que você compartilhe conosco, em uma próxima oportunidade,sua opinião sobre a postura de um jovem da geração Y,quando investido em um cargo de gestão dentro do Serviço Público.
    Parabéns mais uma vez, e sucesso em sua carreira.

    • http://naeradainformacao.blogspot.com Paula Carina

      Olá Luiz, muito obrigada! Obrigada pela indicação de tema para um novo texto. Nós gostamos muito de receber esse tipo de colaboração dos leitores.
      Abraço.

  • Luiz Francisco

    Parabéns!

    Li todos os seus textos e você escreve muito bem.
    Ingressei no Serviço Público no ano de 2003, e confesso que tive algumas decepções durante o enfrentamento com algumas situações,entretanto,percebi que tinha muito a contribuir para a melhoria em meu ambiente de trabalho,e consequente melhoria do serviço prestado ao cidadão.É a primeira vez que acesso este site, e me supreendi com a qualidade dos textos escritos e riqueza das opiniões compartilhadas.Perdoe meu atrevimento, mas sujiro que você compartilhe conosco, em uma próxima oportunidade,sua opinião sobre a postura de um jovem da geração Y,quando investido em um cargo de gestão dentro do Serviço Público.
    Parabéns mais uma vez, e sucesso em sua carreira.

    • http://naeradainformacao.blogspot.com Paula Carina

      Olá Luiz, muito obrigada! Obrigada pela indicação de tema para um novo texto. Nós gostamos muito de receber esse tipo de colaboração dos leitores.
      Abraço.

  • http://blog.wagnernunes.com Wagner Nunes

    Interessante você mencionar o item “mostre suas habilidades”… Trabalhei a minha vida toda em empresas privadas quando morava no Brasil e desde que cheguei na Austrália, tenho trabalhado para um órgão do governo do estado de New South Wales e uma das maiores dificuldades que ainda encontro é justamente relacionado ao “mostrar” minhas habilidades. Aliás, meu problema não é o “mostrar”, mas sim fazer que com outros “vejam” o que tenho a mostrar.

    Notei que acontece com outras pessoas que trabalham aqui também e que tem o perfil parecido com o meu (idade entre 25-30, com larga experiência no setor privado). Queremos mostrar idéias, novas práticas da indústria de TI local e do resto do mundo, e ninguém parece dar muita bola. Ou seja, queremos fazer as coisas de uma forma melhor e mais eficiente, e por mais que estejamos mostrando isso (por exemplo, montei uma série de workshops sobre melhoria de processo aqui no início desse ano) a grande maioria não está interessada em mudar.

    O engraçado é que a audiência nos workshops foi grande, o que me deixou satisfeito e orgulhoso… mas só depois de alguns meses fui entender porque ninguém colocou nada em prática: os workshops eram considerados como horas de trabalho e tinha almoço e lanche da tarde gratuito.

  • http://blog.wagnernunes.com Wagner Nunes

    Interessante você mencionar o item “mostre suas habilidades”… Trabalhei a minha vida toda em empresas privadas quando morava no Brasil e desde que cheguei na Austrália, tenho trabalhado para um órgão do governo do estado de New South Wales e uma das maiores dificuldades que ainda encontro é justamente relacionado ao “mostrar” minhas habilidades. Aliás, meu problema não é o “mostrar”, mas sim fazer que com outros “vejam” o que tenho a mostrar.

    Notei que acontece com outras pessoas que trabalham aqui também e que tem o perfil parecido com o meu (idade entre 25-30, com larga experiência no setor privado). Queremos mostrar idéias, novas práticas da indústria de TI local e do resto do mundo, e ninguém parece dar muita bola. Ou seja, queremos fazer as coisas de uma forma melhor e mais eficiente, e por mais que estejamos mostrando isso (por exemplo, montei uma série de workshops sobre melhoria de processo aqui no início desse ano) a grande maioria não está interessada em mudar.

    O engraçado é que a audiência nos workshops foi grande, o que me deixou satisfeito e orgulhoso… mas só depois de alguns meses fui entender porque ninguém colocou nada em prática: os workshops eram considerados como horas de trabalho e tinha almoço e lanche da tarde gratuito.

  • http://blog.wagnernunes.com Wagner Nunes

    Interessante você mencionar o item “mostre suas habilidades”… Trabalhei a minha vida toda em empresas privadas quando morava no Brasil e desde que cheguei na Austrália, tenho trabalhado para um órgão do governo do estado de New South Wales e uma das maiores dificuldades que ainda encontro é justamente relacionado ao “mostrar” minhas habilidades. Aliás, meu problema não é o “mostrar”, mas sim fazer que com outros “vejam” o que tenho a mostrar.

    Notei que acontece com outras pessoas que trabalham aqui também e que tem o perfil parecido com o meu (idade entre 25-30, com larga experiência no setor privado). Queremos mostrar idéias, novas práticas da indústria de TI local e do resto do mundo, e ninguém parece dar muita bola. Ou seja, queremos fazer as coisas de uma forma melhor e mais eficiente, e por mais que estejamos mostrando isso (por exemplo, montei uma série de workshops sobre melhoria de processo aqui no início desse ano) a grande maioria não está interessada em mudar.

    O engraçado é que a audiência nos workshops foi grande, o que me deixou satisfeito e orgulhoso… mas só depois de alguns meses fui entender porque ninguém colocou nada em prática: os workshops eram considerados como horas de trabalho e tinha almoço e lanche da tarde gratuito.

Leia Tambem...

Logo

Um espaço para expressão de ideias, experiências, estudos, leituras, vivências e aprendizados. Trazendo um olhar jovem e único sobre os diversos temas existentes no dia a dia profissional e pessoal.

Siga-nos no...

AUTORES

+COMPARTILHADOS

[most-shared-posts num_posts="10" recency_limit_unit="days" max_month_age="1" ]