Comentarios

  • http://brunorocha.wordpress.com Bruno Mascarenhas

    Ótimo texto Mari! Quando conhecemos nossas limitações, conseguimos chegar mais longe… Com ceteza. Isso se deve ao fato de mirarmos as oportunidades corretas (adequadas ao nosso perfil e ao nosso estilo), ao invés de “atirarmos para todos os lados”. O auto-conhecimento é um dos segredos do sucesso e realização profissional e pessoal, mais um ótimo texto para refletirmos sobre nossas atitudes!

  • http://brunorocha.wordpress.com Bruno Mascarenhas

    Ótimo texto Mari! Quando conhecemos nossas limitações, conseguimos chegar mais longe… Com ceteza. Isso se deve ao fato de mirarmos as oportunidades corretas (adequadas ao nosso perfil e ao nosso estilo), ao invés de “atirarmos para todos os lados”. O auto-conhecimento é um dos segredos do sucesso e realização profissional e pessoal, mais um ótimo texto para refletirmos sobre nossas atitudes!

  • http://brunorocha.wordpress.com Bruno Mascarenhas

    Ótimo texto Mari! Quando conhecemos nossas limitações, conseguimos chegar mais longe… Com ceteza. Isso se deve ao fato de mirarmos as oportunidades corretas (adequadas ao nosso perfil e ao nosso estilo), ao invés de “atirarmos para todos os lados”. O auto-conhecimento é um dos segredos do sucesso e realização profissional e pessoal, mais um ótimo texto para refletirmos sobre nossas atitudes!

  • DENISX

    Mari, seus textos são excelentes… parabéns.. @xcardoso

  • DENISX

    Mari, seus textos são excelentes… parabéns.. @xcardoso

  • DENISX

    Mari, seus textos são excelentes… parabéns.. @xcardoso

  • http://www.tossulino.com Guilherme Tossulino

    Acho interessante, nós, Geração Y assumidos, desenvolvermos esse senso de auto-análise para que não nos tornemos a geração dos incontroláveis e insuportáveis.

    A maturidade profissional e pessoal dá ao jovem essa oportunidade, cabe a cada um querer enxergar.

    Ótimo texto, que seja o primeiro de muitos.

  • http://www.tossulino.com Guilherme Tossulino

    Acho interessante, nós, Geração Y assumidos, desenvolvermos esse senso de auto-análise para que não nos tornemos a geração dos incontroláveis e insuportáveis.

    A maturidade profissional e pessoal dá ao jovem essa oportunidade, cabe a cada um querer enxergar.

    Ótimo texto, que seja o primeiro de muitos.

  • http://www.tossulino.com Guilherme Tossulino

    Acho interessante, nós, Geração Y assumidos, desenvolvermos esse senso de auto-análise para que não nos tornemos a geração dos incontroláveis e insuportáveis.

    A maturidade profissional e pessoal dá ao jovem essa oportunidade, cabe a cada um querer enxergar.

    Ótimo texto, que seja o primeiro de muitos.

  • Jairo Siqueira

    Mari,

    Parabéns pelo conteúdo do texto, muito bom.

  • Jairo Siqueira

    Mari,

    Parabéns pelo conteúdo do texto, muito bom.

  • Jairo Siqueira

    Mari,

    Parabéns pelo conteúdo do texto, muito bom.

  • Igmar

    Ta tudo muito bom, ta tudo bem ! Mas realamente o que interessa e levanta polemica para uma assunto importante e merece um debate pela geração Y.

    Qual a visão de vcs quanto a pontos fracos? Eles devem ser melhorados, esquecido neutralizados? Vale a pena melhorar o que eh ruim? Passar a ser apenas ruinzinho ?
    Nao seria o caso de ser imbativeis nos pontos forte cada vez mais neutralizando os efeitos negativos dos pontos fraco ?

    Outra coisa, aprendi logo cedo que Nao devemos ficar dependendo de elogios, medalhas medalhas medalhas, devemos ser automotivados! Vibrar com nossas realizações… E frequentemente reconhecer… Sou muito bom !… Nao espere pelos outros, eh o auto reconhecimento que faz a diferença !
    Fico por aqui!

  • Igmar

    Ta tudo muito bom, ta tudo bem ! Mas realamente o que interessa e levanta polemica para uma assunto importante e merece um debate pela geração Y.

    Qual a visão de vcs quanto a pontos fracos? Eles devem ser melhorados, esquecido neutralizados? Vale a pena melhorar o que eh ruim? Passar a ser apenas ruinzinho ?
    Nao seria o caso de ser imbativeis nos pontos forte cada vez mais neutralizando os efeitos negativos dos pontos fraco ?

    Outra coisa, aprendi logo cedo que Nao devemos ficar dependendo de elogios, medalhas medalhas medalhas, devemos ser automotivados! Vibrar com nossas realizações… E frequentemente reconhecer… Sou muito bom !… Nao espere pelos outros, eh o auto reconhecimento que faz a diferença !
    Fico por aqui!

  • Igmar

    Ta tudo muito bom, ta tudo bem ! Mas realamente o que interessa e levanta polemica para uma assunto importante e merece um debate pela geração Y.

    Qual a visão de vcs quanto a pontos fracos? Eles devem ser melhorados, esquecido neutralizados? Vale a pena melhorar o que eh ruim? Passar a ser apenas ruinzinho ?
    Nao seria o caso de ser imbativeis nos pontos forte cada vez mais neutralizando os efeitos negativos dos pontos fraco ?

    Outra coisa, aprendi logo cedo que Nao devemos ficar dependendo de elogios, medalhas medalhas medalhas, devemos ser automotivados! Vibrar com nossas realizações… E frequentemente reconhecer… Sou muito bom !… Nao espere pelos outros, eh o auto reconhecimento que faz a diferença !
    Fico por aqui!

Leia Tambem...

Logo

Um espaço para expressão de ideias, experiências, estudos, leituras, vivências e aprendizados. Trazendo um olhar jovem e único sobre os diversos temas existentes no dia a dia profissional e pessoal.

Siga-nos no...

AUTORES