Comentarios

  • Fernando

    Bom dia. Primeiramente, parabéns pelo site! O descobri a poucos dias e já acesso-o diariamente. Eu ainda sou funcionário público municipal, encontro-me em licença de 2 anos sem vencimentos, e atualmente trabalho em uma S/A. A mudança foi mto satisfatória, haja visto que a hierarquia e rotina do setor público não me atraiu. O único fato relevante realmente é a estabilidade, mas o salário em nada compensava. Agora, em uma empresa privada tenho toda a prática do que aprendi na faculdade e isso me motiva a aprender cada vez mais, e hoje, objetivo ser Trainee, e não voltar mais para o cargo público municipal. Entretanto, cogito alguns a nível federal dependendo do Plano de Carreira.

  • Fernando

    Bom dia. Primeiramente, parabéns pelo site! O descobri a poucos dias e já acesso-o diariamente. Eu ainda sou funcionário público municipal, encontro-me em licença de 2 anos sem vencimentos, e atualmente trabalho em uma S/A. A mudança foi mto satisfatória, haja visto que a hierarquia e rotina do setor público não me atraiu. O único fato relevante realmente é a estabilidade, mas o salário em nada compensava. Agora, em uma empresa privada tenho toda a prática do que aprendi na faculdade e isso me motiva a aprender cada vez mais, e hoje, objetivo ser Trainee, e não voltar mais para o cargo público municipal. Entretanto, cogito alguns a nível federal dependendo do Plano de Carreira.

  • Fernando

    Bom dia. Primeiramente, parabéns pelo site! O descobri a poucos dias e já acesso-o diariamente. Eu ainda sou funcionário público municipal, encontro-me em licença de 2 anos sem vencimentos, e atualmente trabalho em uma S/A. A mudança foi mto satisfatória, haja visto que a hierarquia e rotina do setor público não me atraiu. O único fato relevante realmente é a estabilidade, mas o salário em nada compensava. Agora, em uma empresa privada tenho toda a prática do que aprendi na faculdade e isso me motiva a aprender cada vez mais, e hoje, objetivo ser Trainee, e não voltar mais para o cargo público municipal. Entretanto, cogito alguns a nível federal dependendo do Plano de Carreira.

  • http://naeradainformacao.blogspot.com Paula Carina

    @Fernando, Obrigada pelo comentário Fernando. É muito bom saber que blog está conquistando novos leitores a cada dia. As questões relacionadas ao setor público x privado são sempre muito polêmicas e podem-se levantar várias discussões. Vejo que você é um dos exemplos de pessoas que se desencantam com o serviço público. A estabilidade não é mais um fator que mantém os profissionais em seu trabalho se eles estiverem insatisfeitos, buscamos muito mais que isso!

  • http://naeradainformacao.blogspot.com Paula Carina

    @Fernando, Obrigada pelo comentário Fernando. É muito bom saber que blog está conquistando novos leitores a cada dia. As questões relacionadas ao setor público x privado são sempre muito polêmicas e podem-se levantar várias discussões. Vejo que você é um dos exemplos de pessoas que se desencantam com o serviço público. A estabilidade não é mais um fator que mantém os profissionais em seu trabalho se eles estiverem insatisfeitos, buscamos muito mais que isso!

  • http://naeradainformacao.blogspot.com Paula Carina

    @Fernando, Obrigada pelo comentário Fernando. É muito bom saber que blog está conquistando novos leitores a cada dia. As questões relacionadas ao setor público x privado são sempre muito polêmicas e podem-se levantar várias discussões. Vejo que você é um dos exemplos de pessoas que se desencantam com o serviço público. A estabilidade não é mais um fator que mantém os profissionais em seu trabalho se eles estiverem insatisfeitos, buscamos muito mais que isso!

  • Jefferson

    Parabéns pelo texto!
    Sou Bibliotecário e fui aprovado em um concurso público aqui em Minas. Ainda não fui nomeado. Entretanto pretendo abrir uma empresa de prestação de serviço em minha área. Fico na dúvida se assumo meu emprego público (que nem paga bem, mas tem estabilidade) ou se abro minha empresa (não é permitido funcionário publico ter em presa em seu nome) e aplico todos os conhecimentos inovadores que aprendi na faculdade.
    Abraços.

  • Jefferson

    Parabéns pelo texto!
    Sou Bibliotecário e fui aprovado em um concurso público aqui em Minas. Ainda não fui nomeado. Entretanto pretendo abrir uma empresa de prestação de serviço em minha área. Fico na dúvida se assumo meu emprego público (que nem paga bem, mas tem estabilidade) ou se abro minha empresa (não é permitido funcionário publico ter em presa em seu nome) e aplico todos os conhecimentos inovadores que aprendi na faculdade.
    Abraços.

  • Jefferson

    Parabéns pelo texto!
    Sou Bibliotecário e fui aprovado em um concurso público aqui em Minas. Ainda não fui nomeado. Entretanto pretendo abrir uma empresa de prestação de serviço em minha área. Fico na dúvida se assumo meu emprego público (que nem paga bem, mas tem estabilidade) ou se abro minha empresa (não é permitido funcionário publico ter em presa em seu nome) e aplico todos os conhecimentos inovadores que aprendi na faculdade.
    Abraços.

  • gustavo

    olá.
    achei feliz a sua ponderação com relação à “vontade de mudar, inovar” do pessoal que está entrando agora no mercado de trabalho. do mesmo jeito, você poderia ter considerado o fato de que, assim como há empresas no setor privado que estimulam demais o desenvolvimento do funcionário, há aquelas que atravancam qualquer vontade de se fazer as coisas de um jeito diferente, melhor. da mesma forma, há órgãos e órgãos públicos. alguns órgãos e entidades públicas no Brasil são referências mundiais em eficiencia e modernidade, veja o caso por exemplo da receita federal e o recente lançamento do dataprev, que é fruto de investimento e trabalho que não se consegue com servidores “acostumados”. lembro ainda da polícia federal, por exemplo.
    é sempre assim… profissional ruim tem em todo lugar, prof. bom também. no final das contas, tem que se escolher bem onde se vai trabalhar tanto no setor público quanto no privado.

    parabéns pelo blog!
    abraços!

  • gustavo

    olá.
    achei feliz a sua ponderação com relação à “vontade de mudar, inovar” do pessoal que está entrando agora no mercado de trabalho. do mesmo jeito, você poderia ter considerado o fato de que, assim como há empresas no setor privado que estimulam demais o desenvolvimento do funcionário, há aquelas que atravancam qualquer vontade de se fazer as coisas de um jeito diferente, melhor. da mesma forma, há órgãos e órgãos públicos. alguns órgãos e entidades públicas no Brasil são referências mundiais em eficiencia e modernidade, veja o caso por exemplo da receita federal e o recente lançamento do dataprev, que é fruto de investimento e trabalho que não se consegue com servidores “acostumados”. lembro ainda da polícia federal, por exemplo.
    é sempre assim… profissional ruim tem em todo lugar, prof. bom também. no final das contas, tem que se escolher bem onde se vai trabalhar tanto no setor público quanto no privado.

    parabéns pelo blog!
    abraços!

  • gustavo

    olá.
    achei feliz a sua ponderação com relação à “vontade de mudar, inovar” do pessoal que está entrando agora no mercado de trabalho. do mesmo jeito, você poderia ter considerado o fato de que, assim como há empresas no setor privado que estimulam demais o desenvolvimento do funcionário, há aquelas que atravancam qualquer vontade de se fazer as coisas de um jeito diferente, melhor. da mesma forma, há órgãos e órgãos públicos. alguns órgãos e entidades públicas no Brasil são referências mundiais em eficiencia e modernidade, veja o caso por exemplo da receita federal e o recente lançamento do dataprev, que é fruto de investimento e trabalho que não se consegue com servidores “acostumados”. lembro ainda da polícia federal, por exemplo.
    é sempre assim… profissional ruim tem em todo lugar, prof. bom também. no final das contas, tem que se escolher bem onde se vai trabalhar tanto no setor público quanto no privado.

    parabéns pelo blog!
    abraços!

  • Nilton

    Olá Paula! Excelente este blog! Parabens.

    Trabalho numa empresa americana a 7 anos e depois de tantos acontecimentos na economia, especialmente a americana, estou um pouco assustado com as mudanças radicais que estão acontecendo lá. Diversas cabeças rolando, pessoas antigas de banco saindo, corte radicais de custos, enfim, uma avalanche.
    No meu planejamento de carreira está a continuidade do curso de inglês e uma pós em 2010, entretando, depois de tudo o vem ocorrendo, estou pensando seriamente em me dedicar para concorrer aos concursos públicos. Tenho boas perspectivas de assumir um cargo de liderança onde trabalho hoje, mas não sei se isso acontecerá rapidamente e o quanto ainda posso contribuir para a empresa e assim manter-me motivado, feliz e capitalizado.
    Enfim, não sei qual caminho trilhar.

    Abraços,
    Nilton

    • http://naeradainformacao.blogspot.com Paula Carina

      Olá Nilton, acredito que o melhor a fazer é pesar os dois lados e planejar muito bem conforme sua escolha. Você com certeza encontrará pontos contra e a favor dos dois lados da moeda, portanto, cabe a você refletir muito para encontrar o melhor caminho.

      Abraço e boa sorte na escolha!

  • Nilton

    Olá Paula! Excelente este blog! Parabens.

    Trabalho numa empresa americana a 7 anos e depois de tantos acontecimentos na economia, especialmente a americana, estou um pouco assustado com as mudanças radicais que estão acontecendo lá. Diversas cabeças rolando, pessoas antigas de banco saindo, corte radicais de custos, enfim, uma avalanche.
    No meu planejamento de carreira está a continuidade do curso de inglês e uma pós em 2010, entretando, depois de tudo o vem ocorrendo, estou pensando seriamente em me dedicar para concorrer aos concursos públicos. Tenho boas perspectivas de assumir um cargo de liderança onde trabalho hoje, mas não sei se isso acontecerá rapidamente e o quanto ainda posso contribuir para a empresa e assim manter-me motivado, feliz e capitalizado.
    Enfim, não sei qual caminho trilhar.

    Abraços,
    Nilton

    • http://naeradainformacao.blogspot.com Paula Carina

      Olá Nilton, acredito que o melhor a fazer é pesar os dois lados e planejar muito bem conforme sua escolha. Você com certeza encontrará pontos contra e a favor dos dois lados da moeda, portanto, cabe a você refletir muito para encontrar o melhor caminho.

      Abraço e boa sorte na escolha!

  • Nilton

    Olá Paula! Excelente este blog! Parabens.

    Trabalho numa empresa americana a 7 anos e depois de tantos acontecimentos na economia, especialmente a americana, estou um pouco assustado com as mudanças radicais que estão acontecendo lá. Diversas cabeças rolando, pessoas antigas de banco saindo, corte radicais de custos, enfim, uma avalanche.
    No meu planejamento de carreira está a continuidade do curso de inglês e uma pós em 2010, entretando, depois de tudo o vem ocorrendo, estou pensando seriamente em me dedicar para concorrer aos concursos públicos. Tenho boas perspectivas de assumir um cargo de liderança onde trabalho hoje, mas não sei se isso acontecerá rapidamente e o quanto ainda posso contribuir para a empresa e assim manter-me motivado, feliz e capitalizado.
    Enfim, não sei qual caminho trilhar.

    Abraços,
    Nilton

    • http://naeradainformacao.blogspot.com Paula Carina

      Olá Nilton, acredito que o melhor a fazer é pesar os dois lados e planejar muito bem conforme sua escolha. Você com certeza encontrará pontos contra e a favor dos dois lados da moeda, portanto, cabe a você refletir muito para encontrar o melhor caminho.

      Abraço e boa sorte na escolha!

  • jean

    olá paula, concordo com seu argumento, sou servidor público na UNIFESP e sei bem do que está dizendo, a estabilidade já não é mais tão interessante assim e as barreiras tiram a motivação de qualquer pessoa, tudo sempre muito lento, mentalidade pessimista e falta de expectativas de ascenção e muito menos de se construir uma carreira, tenho essa função a aproximadamente 4 anos e luto todos os dias para não ser vencido pelo cansaço, nada substitui o senso de reconhecimento e isso é escasso no setor público.
    Gostaria de dizer para os aspirantes que trabalho público nem sempre é um sinônimo de pouco trabalho, trabalho com muitas pessoas que fazem plantões, trabalham no fim de semana, feriado e não ganham nada a mais por isso, nem mesmo reconhecimento.pretendo me candidatar a trainee nos próximos anos e sair de licença sem vencimentos para trilhar objetivos mais próximos das espectativas dos jovem da nossa geração.

    • http://naeradainformacao.blogspot.com Paula Carina

      Olá Jean, obrigada pelo seu comentário. Trabalho no setor público é sinônimo de muito trabalho para as pessoas que querem ver as coisas acontecerem e que buscam reverter muitas questões encaradas de maneira errada no serviço público. Nossa busca deve ser constante para alcançar resultados positivos no nosso dia-a-dia.

      Abraço.

  • jean

    olá paula, concordo com seu argumento, sou servidor público na UNIFESP e sei bem do que está dizendo, a estabilidade já não é mais tão interessante assim e as barreiras tiram a motivação de qualquer pessoa, tudo sempre muito lento, mentalidade pessimista e falta de expectativas de ascenção e muito menos de se construir uma carreira, tenho essa função a aproximadamente 4 anos e luto todos os dias para não ser vencido pelo cansaço, nada substitui o senso de reconhecimento e isso é escasso no setor público.
    Gostaria de dizer para os aspirantes que trabalho público nem sempre é um sinônimo de pouco trabalho, trabalho com muitas pessoas que fazem plantões, trabalham no fim de semana, feriado e não ganham nada a mais por isso, nem mesmo reconhecimento.pretendo me candidatar a trainee nos próximos anos e sair de licença sem vencimentos para trilhar objetivos mais próximos das espectativas dos jovem da nossa geração.

    • http://naeradainformacao.blogspot.com Paula Carina

      Olá Jean, obrigada pelo seu comentário. Trabalho no setor público é sinônimo de muito trabalho para as pessoas que querem ver as coisas acontecerem e que buscam reverter muitas questões encaradas de maneira errada no serviço público. Nossa busca deve ser constante para alcançar resultados positivos no nosso dia-a-dia.

      Abraço.

  • jean

    olá paula, concordo com seu argumento, sou servidor público na UNIFESP e sei bem do que está dizendo, a estabilidade já não é mais tão interessante assim e as barreiras tiram a motivação de qualquer pessoa, tudo sempre muito lento, mentalidade pessimista e falta de expectativas de ascenção e muito menos de se construir uma carreira, tenho essa função a aproximadamente 4 anos e luto todos os dias para não ser vencido pelo cansaço, nada substitui o senso de reconhecimento e isso é escasso no setor público.
    Gostaria de dizer para os aspirantes que trabalho público nem sempre é um sinônimo de pouco trabalho, trabalho com muitas pessoas que fazem plantões, trabalham no fim de semana, feriado e não ganham nada a mais por isso, nem mesmo reconhecimento.pretendo me candidatar a trainee nos próximos anos e sair de licença sem vencimentos para trilhar objetivos mais próximos das espectativas dos jovem da nossa geração.

    • http://naeradainformacao.blogspot.com Paula Carina

      Olá Jean, obrigada pelo seu comentário. Trabalho no setor público é sinônimo de muito trabalho para as pessoas que querem ver as coisas acontecerem e que buscam reverter muitas questões encaradas de maneira errada no serviço público. Nossa busca deve ser constante para alcançar resultados positivos no nosso dia-a-dia.

      Abraço.

  • leticia

    oi, quem passa em concurso público,automaticamente estando trabalhando em uma empresa privada;quando pede para ser demitido/a empresa é obrigada a fazer sem mais de longas o processo da demissão .

    • http://naeradainformacao.blogspot.com Paula Carina

      Letícia, é um direito seu pedir deminssão, entretando, há algumas regras a serem seguidas nessa situação. Sugiro que você consulte a legislação trabalhista para mais informações.

      Abraço.

  • leticia

    oi, quem passa em concurso público,automaticamente estando trabalhando em uma empresa privada;quando pede para ser demitido/a empresa é obrigada a fazer sem mais de longas o processo da demissão .

    • http://naeradainformacao.blogspot.com Paula Carina

      Letícia, é um direito seu pedir deminssão, entretando, há algumas regras a serem seguidas nessa situação. Sugiro que você consulte a legislação trabalhista para mais informações.

      Abraço.

  • leticia

    oi, quem passa em concurso público,automaticamente estando trabalhando em uma empresa privada;quando pede para ser demitido/a empresa é obrigada a fazer sem mais de longas o processo da demissão .

    • http://naeradainformacao.blogspot.com Paula Carina

      Letícia, é um direito seu pedir deminssão, entretando, há algumas regras a serem seguidas nessa situação. Sugiro que você consulte a legislação trabalhista para mais informações.

      Abraço.

  • Rafael Montalban

    Olá Paula! Também acabei de descobrir o site…de repente, clicando “aqui e ali”, depois de uma pesquisa no Google! Mas foi excelente! Minha vida profissional tá parecida com o parceiro aí acima, o Fernando que escreveu em Maio/09. Sou servidor público municipal também há 6 anos, e, mesmo num cargo de responsabilidade (Fiscal do Município), não estou satisfeito com o trabalho. A única coisa que compensa é a estabilidade, e o plano de saúde…fora isso, mais nada. Muita política, não há valorização pessoal, do fator humano, sentí que o serviço público é realmente uma “máquina pública, automática”. Estou agora disposto a ir também para a iniciativa privada, para a aviação, que é o meu objetivo há 10 anos! Sou formado comissário de voo,e agora está decidido, também me licenciarei do serviço público tão logo seja selecionado por uma companhia aérea, e, durante o período de licença, decido o que será melhor para minha vida profissional e satisfação pessoal. É exatamente o que a Paula disse. E Paula, só uma pergunta: Você sabe me esclarecer se posso mesmo ficar licenciado do serviço público, “suspender a minha contribuição para a previdência pública” neste período, para ser contratado pela inciativa privada? Obrigado!

    • http://naeradainformacao.blogspot.com Paula Carina

      Olá Rafael, obrigada por compartilhar sua experiência conosco. É cada dia mais comum a mudança de profissionais que atuam no setor público para o setor privado. Percebo que a busca por novos desafios e pela realização profissional são fatores que motivam essas mudanças.
      Acredito que devemos buscar alcançar nossos objetivos, mas sempre com cautela, analisando os prós e contras. Não acho que o setor público seja um caso perdido, temos inúmeros exemplos bem sucedidos nessa área e cada um precisa fazer a sua parte. Entretanto, se você tem um objetivo maior a ser alcançado e que trará satisfação profissional, siga em frente!
      Quanto à sua pergunta, você precisará consultar a legislação relativa ao servidor público do seu município ou estado para obter uma resposta.
      Abraço.

  • Rafael Montalban

    Olá Paula! Também acabei de descobrir o site…de repente, clicando “aqui e ali”, depois de uma pesquisa no Google! Mas foi excelente! Minha vida profissional tá parecida com o parceiro aí acima, o Fernando que escreveu em Maio/09. Sou servidor público municipal também há 6 anos, e, mesmo num cargo de responsabilidade (Fiscal do Município), não estou satisfeito com o trabalho. A única coisa que compensa é a estabilidade, e o plano de saúde…fora isso, mais nada. Muita política, não há valorização pessoal, do fator humano, sentí que o serviço público é realmente uma “máquina pública, automática”. Estou agora disposto a ir também para a iniciativa privada, para a aviação, que é o meu objetivo há 10 anos! Sou formado comissário de voo,e agora está decidido, também me licenciarei do serviço público tão logo seja selecionado por uma companhia aérea, e, durante o período de licença, decido o que será melhor para minha vida profissional e satisfação pessoal. É exatamente o que a Paula disse. E Paula, só uma pergunta: Você sabe me esclarecer se posso mesmo ficar licenciado do serviço público, “suspender a minha contribuição para a previdência pública” neste período, para ser contratado pela inciativa privada? Obrigado!

    • http://naeradainformacao.blogspot.com Paula Carina

      Olá Rafael, obrigada por compartilhar sua experiência conosco. É cada dia mais comum a mudança de profissionais que atuam no setor público para o setor privado. Percebo que a busca por novos desafios e pela realização profissional são fatores que motivam essas mudanças.
      Acredito que devemos buscar alcançar nossos objetivos, mas sempre com cautela, analisando os prós e contras. Não acho que o setor público seja um caso perdido, temos inúmeros exemplos bem sucedidos nessa área e cada um precisa fazer a sua parte. Entretanto, se você tem um objetivo maior a ser alcançado e que trará satisfação profissional, siga em frente!
      Quanto à sua pergunta, você precisará consultar a legislação relativa ao servidor público do seu município ou estado para obter uma resposta.
      Abraço.

  • Rafael Montalban

    Olá Paula! Também acabei de descobrir o site…de repente, clicando “aqui e ali”, depois de uma pesquisa no Google! Mas foi excelente! Minha vida profissional tá parecida com o parceiro aí acima, o Fernando que escreveu em Maio/09. Sou servidor público municipal também há 6 anos, e, mesmo num cargo de responsabilidade (Fiscal do Município), não estou satisfeito com o trabalho. A única coisa que compensa é a estabilidade, e o plano de saúde…fora isso, mais nada. Muita política, não há valorização pessoal, do fator humano, sentí que o serviço público é realmente uma “máquina pública, automática”. Estou agora disposto a ir também para a iniciativa privada, para a aviação, que é o meu objetivo há 10 anos! Sou formado comissário de voo,e agora está decidido, também me licenciarei do serviço público tão logo seja selecionado por uma companhia aérea, e, durante o período de licença, decido o que será melhor para minha vida profissional e satisfação pessoal. É exatamente o que a Paula disse. E Paula, só uma pergunta: Você sabe me esclarecer se posso mesmo ficar licenciado do serviço público, “suspender a minha contribuição para a previdência pública” neste período, para ser contratado pela inciativa privada? Obrigado!

    • http://naeradainformacao.blogspot.com Paula Carina

      Olá Rafael, obrigada por compartilhar sua experiência conosco. É cada dia mais comum a mudança de profissionais que atuam no setor público para o setor privado. Percebo que a busca por novos desafios e pela realização profissional são fatores que motivam essas mudanças.
      Acredito que devemos buscar alcançar nossos objetivos, mas sempre com cautela, analisando os prós e contras. Não acho que o setor público seja um caso perdido, temos inúmeros exemplos bem sucedidos nessa área e cada um precisa fazer a sua parte. Entretanto, se você tem um objetivo maior a ser alcançado e que trará satisfação profissional, siga em frente!
      Quanto à sua pergunta, você precisará consultar a legislação relativa ao servidor público do seu município ou estado para obter uma resposta.
      Abraço.

  • Igor

    Em primeiro lugar, parabéns pelo seu Blog. Este assunto é um tanto quanto “delicado” de ser debatido, pois o mesmo gera várias divergências de idéias. Eu por exemplo, atualmente trabalho em uma grande Multinacional considerada uma das maiores no setor de Tecnologia da Informação. Obtive várias certificações de reconhecimento Internacional, as quais me deram o direito de pleitear um cargo de liderança dentro da Empresa. Porém, infelizmente hoje em dia, o Poder Público tem investido alto em salários atrativos para seus novos candidatos a funcionários especialistas. Tais salários têm atraido muitos perfis completamente diferenciados, se for levar em consideração a qualidade de vida, o setor público também sai na frente, devido a seus milhares de benefícios e ritmo desacelerado. Fator contrario à iniciativa privada.

    Ou seja, para jovens é excelente uma carreira promissora em uma grande Empresa Privada, pois o mesmo se sentirá desafiado. Porém, para pessoas mais maduras, as quais visam qualidade de vida, tempo disponível para a família e etc.. Estas sim devem recorrer ao Funcionarismo Público. E em questão salarial, ao menos em minha área de Engenharia de Software, O setor público vence entre 30 à 40% em comparação à grandes empresas do setor privado.

    Enfim, uma conclusão que eu humildemente pude chegar, é que a melhor carreira depende da sua idade e de suas prioridades. Mas com certeza, se for analisar a fundo o Custo x Benefício, sem dúvida eu marco o meu “x” na coluna: Funcionário Público.

    Boa noite.

    • http://naeradainformacao.blogspot.com Paula Carina

      Olá Igor, obrigada pelo comentário. Com relação a salário e benefícios, quase sempre o setor público apresenta mais vantagens. Acredito que o perfil de cada profissional também conta muito na possibilidade de adaptação ou não ao trabalho no setor público. Portanto, o planejamento da carreira é fundamental no momento da escolha entre optar pelo setor privado ou público. Há alguns meses, conversando com um colega, tocamos exatamente nessa questão de planejamento da carreira levando em conta nossos objetivos e também a questão da idade. Eu entrei para o setor público muito jovem e talvez por isso o início foi um pouco complicado, pois eu busco desafios diários e até mesmo uma cobrança maior em relação a que tenho hoje.

  • Igor

    Em primeiro lugar, parabéns pelo seu Blog. Este assunto é um tanto quanto “delicado” de ser debatido, pois o mesmo gera várias divergências de idéias. Eu por exemplo, atualmente trabalho em uma grande Multinacional considerada uma das maiores no setor de Tecnologia da Informação. Obtive várias certificações de reconhecimento Internacional, as quais me deram o direito de pleitear um cargo de liderança dentro da Empresa. Porém, infelizmente hoje em dia, o Poder Público tem investido alto em salários atrativos para seus novos candidatos a funcionários especialistas. Tais salários têm atraido muitos perfis completamente diferenciados, se for levar em consideração a qualidade de vida, o setor público também sai na frente, devido a seus milhares de benefícios e ritmo desacelerado. Fator contrario à iniciativa privada.

    Ou seja, para jovens é excelente uma carreira promissora em uma grande Empresa Privada, pois o mesmo se sentirá desafiado. Porém, para pessoas mais maduras, as quais visam qualidade de vida, tempo disponível para a família e etc.. Estas sim devem recorrer ao Funcionarismo Público. E em questão salarial, ao menos em minha área de Engenharia de Software, O setor público vence entre 30 à 40% em comparação à grandes empresas do setor privado.

    Enfim, uma conclusão que eu humildemente pude chegar, é que a melhor carreira depende da sua idade e de suas prioridades. Mas com certeza, se for analisar a fundo o Custo x Benefício, sem dúvida eu marco o meu “x” na coluna: Funcionário Público.

    Boa noite.

    • http://naeradainformacao.blogspot.com Paula Carina

      Olá Igor, obrigada pelo comentário. Com relação a salário e benefícios, quase sempre o setor público apresenta mais vantagens. Acredito que o perfil de cada profissional também conta muito na possibilidade de adaptação ou não ao trabalho no setor público. Portanto, o planejamento da carreira é fundamental no momento da escolha entre optar pelo setor privado ou público. Há alguns meses, conversando com um colega, tocamos exatamente nessa questão de planejamento da carreira levando em conta nossos objetivos e também a questão da idade. Eu entrei para o setor público muito jovem e talvez por isso o início foi um pouco complicado, pois eu busco desafios diários e até mesmo uma cobrança maior em relação a que tenho hoje.

  • Igor

    Em primeiro lugar, parabéns pelo seu Blog. Este assunto é um tanto quanto “delicado” de ser debatido, pois o mesmo gera várias divergências de idéias. Eu por exemplo, atualmente trabalho em uma grande Multinacional considerada uma das maiores no setor de Tecnologia da Informação. Obtive várias certificações de reconhecimento Internacional, as quais me deram o direito de pleitear um cargo de liderança dentro da Empresa. Porém, infelizmente hoje em dia, o Poder Público tem investido alto em salários atrativos para seus novos candidatos a funcionários especialistas. Tais salários têm atraido muitos perfis completamente diferenciados, se for levar em consideração a qualidade de vida, o setor público também sai na frente, devido a seus milhares de benefícios e ritmo desacelerado. Fator contrario à iniciativa privada.

    Ou seja, para jovens é excelente uma carreira promissora em uma grande Empresa Privada, pois o mesmo se sentirá desafiado. Porém, para pessoas mais maduras, as quais visam qualidade de vida, tempo disponível para a família e etc.. Estas sim devem recorrer ao Funcionarismo Público. E em questão salarial, ao menos em minha área de Engenharia de Software, O setor público vence entre 30 à 40% em comparação à grandes empresas do setor privado.

    Enfim, uma conclusão que eu humildemente pude chegar, é que a melhor carreira depende da sua idade e de suas prioridades. Mas com certeza, se for analisar a fundo o Custo x Benefício, sem dúvida eu marco o meu “x” na coluna: Funcionário Público.

    Boa noite.

    • http://naeradainformacao.blogspot.com Paula Carina

      Olá Igor, obrigada pelo comentário. Com relação a salário e benefícios, quase sempre o setor público apresenta mais vantagens. Acredito que o perfil de cada profissional também conta muito na possibilidade de adaptação ou não ao trabalho no setor público. Portanto, o planejamento da carreira é fundamental no momento da escolha entre optar pelo setor privado ou público. Há alguns meses, conversando com um colega, tocamos exatamente nessa questão de planejamento da carreira levando em conta nossos objetivos e também a questão da idade. Eu entrei para o setor público muito jovem e talvez por isso o início foi um pouco complicado, pois eu busco desafios diários e até mesmo uma cobrança maior em relação a que tenho hoje.

  • http://naeradainformacao.blogspot.com Paula Carina

    Olá Leonardo,
    Nesse caso, o interesse é seu em sair da empresa, portanto, você deverá pedir demissão. Consulte as leis trabalhistas ou o RH da empresa onde você trabalha para mais detalhes sobre sua dúvida.

  • http://naeradainformacao.blogspot.com Paula Carina

    Olá Leonardo,
    Nesse caso, o interesse é seu em sair da empresa, portanto, você deverá pedir demissão. Consulte as leis trabalhistas ou o RH da empresa onde você trabalha para mais detalhes sobre sua dúvida.

  • http://naeradainformacao.blogspot.com Paula Carina

    Olá Leonardo,
    Nesse caso, o interesse é seu em sair da empresa, portanto, você deverá pedir demissão. Consulte as leis trabalhistas ou o RH da empresa onde você trabalha para mais detalhes sobre sua dúvida.

  • Ana

    Muito interessante esse paralelo entre o público e privado. Trabalhei 6 anos em um banco, de economia mista, e agora entrei para uma universidade federal há 2 meses. Estou me adaptando muito lentamente ao novo ritmo, realmente as coisas demoram muito para acontecer. E acho que na área da educação é pior ainda. Estou pensando em continuar estudando para concurso na área fiscal ou judiciária, que acredito que eu me identifique mais, sou administradora de empresas e nunca tinha trabalhado com educação antes. Quanto tempo você acha necessário para que eu tenha conhecimento do emprego para tomar uma decisão de buscar outros caminhos?

  • Ana

    Muito interessante esse paralelo entre o público e privado. Trabalhei 6 anos em um banco, de economia mista, e agora entrei para uma universidade federal há 2 meses. Estou me adaptando muito lentamente ao novo ritmo, realmente as coisas demoram muito para acontecer. E acho que na área da educação é pior ainda. Estou pensando em continuar estudando para concurso na área fiscal ou judiciária, que acredito que eu me identifique mais, sou administradora de empresas e nunca tinha trabalhado com educação antes. Quanto tempo você acha necessário para que eu tenha conhecimento do emprego para tomar uma decisão de buscar outros caminhos?

  • Ana

    Muito interessante esse paralelo entre o público e privado. Trabalhei 6 anos em um banco, de economia mista, e agora entrei para uma universidade federal há 2 meses. Estou me adaptando muito lentamente ao novo ritmo, realmente as coisas demoram muito para acontecer. E acho que na área da educação é pior ainda. Estou pensando em continuar estudando para concurso na área fiscal ou judiciária, que acredito que eu me identifique mais, sou administradora de empresas e nunca tinha trabalhado com educação antes. Quanto tempo você acha necessário para que eu tenha conhecimento do emprego para tomar uma decisão de buscar outros caminhos?

  • http://www.minhacarreira.com Paula Carina de Araújo

    Olá Ana! Quando saí de uma empresa privada, onde eu adorei trabalhar, para assumir minha vaga em uma universidade do setor público tive muitas dúvidas e os primeiros meses não foram nada fáceis. A diferença é gritante! Depois de um mês no novo trabalho, encontrei-me com os antigos colegas da empresa onde trabalhei e meu ex-gerente falou o seguinte: “Dê tempo ao tempo, pelo menos um ano é necessário para você avaliar e então tomar a melhor decisão”. Olha, esse primeiro ano foi difícil, mas valeu a pena! Claro que não vale ficar parada esperando o tempo passar, precisamos fazer a nossa parte, mostrar do que somos capazes, sempre com competência e coerência, respeitando as opiniões e sabendo dar um passo de cada vez. Se nesse tempo nada mudar e você ainda assim estiver insatisfeita, corra atrás da sua realização profissional, mesmo que tenha que mudar!
    Boa sorte na nova caminhada!

  • http://www.minhacarreira.com Paula Carina de Araújo

    Olá Ana! Quando saí de uma empresa privada, onde eu adorei trabalhar, para assumir minha vaga em uma universidade do setor público tive muitas dúvidas e os primeiros meses não foram nada fáceis. A diferença é gritante! Depois de um mês no novo trabalho, encontrei-me com os antigos colegas da empresa onde trabalhei e meu ex-gerente falou o seguinte: “Dê tempo ao tempo, pelo menos um ano é necessário para você avaliar e então tomar a melhor decisão”. Olha, esse primeiro ano foi difícil, mas valeu a pena! Claro que não vale ficar parada esperando o tempo passar, precisamos fazer a nossa parte, mostrar do que somos capazes, sempre com competência e coerência, respeitando as opiniões e sabendo dar um passo de cada vez. Se nesse tempo nada mudar e você ainda assim estiver insatisfeita, corra atrás da sua realização profissional, mesmo que tenha que mudar!
    Boa sorte na nova caminhada!

  • http://www.minhacarreira.com Paula Carina de Araújo

    Olá Ana! Quando saí de uma empresa privada, onde eu adorei trabalhar, para assumir minha vaga em uma universidade do setor público tive muitas dúvidas e os primeiros meses não foram nada fáceis. A diferença é gritante! Depois de um mês no novo trabalho, encontrei-me com os antigos colegas da empresa onde trabalhei e meu ex-gerente falou o seguinte: “Dê tempo ao tempo, pelo menos um ano é necessário para você avaliar e então tomar a melhor decisão”. Olha, esse primeiro ano foi difícil, mas valeu a pena! Claro que não vale ficar parada esperando o tempo passar, precisamos fazer a nossa parte, mostrar do que somos capazes, sempre com competência e coerência, respeitando as opiniões e sabendo dar um passo de cada vez. Se nesse tempo nada mudar e você ainda assim estiver insatisfeita, corra atrás da sua realização profissional, mesmo que tenha que mudar!
    Boa sorte na nova caminhada!

  • http://05dejulhode2010. Denize Souza

    Oi, sou funcionaria publica do GDF,cargo:auxiliar e conservação e limpeza, estou de lincença medica por motivos de doença profissional como tenditnite,epicotilite em um dos braços,a pericia medica entrou com o processo de adaptação,estar sendo realizado o concurso para professor area :atividades,tenho nivel superior em pedagogia,e quero muito fazer este concurso,gostaria de saber se posso,mesmo entrando em processo de adaptação em outra função no meu caso que sou auxiliar de limpeza,mais não consigo mais exercer esta função por motivo de doença profissional a LER,estou esperando ansiosamente por resposta.Denize.Ai vai meu E-Mail: pedritafalcao@yahoo.com.br.Obrigada.

  • http://05dejulhode2010. Denize Souza

    Oi, sou funcionaria publica do GDF,cargo:auxiliar e conservação e limpeza, estou de lincença medica por motivos de doença profissional como tenditnite,epicotilite em um dos braços,a pericia medica entrou com o processo de adaptação,estar sendo realizado o concurso para professor area :atividades,tenho nivel superior em pedagogia,e quero muito fazer este concurso,gostaria de saber se posso,mesmo entrando em processo de adaptação em outra função no meu caso que sou auxiliar de limpeza,mais não consigo mais exercer esta função por motivo de doença profissional a LER,estou esperando ansiosamente por resposta.Denize.Ai vai meu E-Mail: pedritafalcao@yahoo.com.br.Obrigada.

  • http://05dejulhode2010. Denize Souza

    Oi, sou funcionaria publica do GDF,cargo:auxiliar e conservação e limpeza, estou de lincença medica por motivos de doença profissional como tenditnite,epicotilite em um dos braços,a pericia medica entrou com o processo de adaptação,estar sendo realizado o concurso para professor area :atividades,tenho nivel superior em pedagogia,e quero muito fazer este concurso,gostaria de saber se posso,mesmo entrando em processo de adaptação em outra função no meu caso que sou auxiliar de limpeza,mais não consigo mais exercer esta função por motivo de doença profissional a LER,estou esperando ansiosamente por resposta.Denize.Ai vai meu E-Mail: pedritafalcao@yahoo.com.br.Obrigada.

  • Priscila Oliveira

    Olá. Os meus dois últimos empregos foram conquistados através de concurso público, assim como todos os meus estudos. Sempre soube que a realidade no meu setor que é a área técnica industrial mecânica não seria fácil de se conseguer uma boa vaga por eu ser mulher, por isso, os concursos na área me ajudaram a iniciar minha carreira mas também tendo em mente que não é o meio público que me atraía. já faz 8 anos, nunca deixei de me atualizar e continuo a querer novos desafios, que o setor público não me proporciona, apesar de acreditar que pude aprender muito estando nele, uma vez que aprendemos pelo inverso, muitas vezes através do que não se deve fazer num setor privado, mais dinâmico. Hoje a questão realmente é a salarial que me prende ao setor público. Recebo muito acima da média do mercado privado, mas a estagnação do trabalho, a falta de tudo que uma empresa privada me proporcionaria me tem feito refletir. Reconheço que ainda preciso de 2 anos para sair da base da pirâmide, adquirir certa segurança material para em seguida galgar satisfação profissional plena no que faço. Para mim, emprego público tem sido uma boa experiência de vida, uma verdadeira escola política. Só quem passou entende. Não pretendo permancecer, só enquanto necessário. Saber o que quero, quando quero, e reconhecer aonde estou, faz toda a diferença.

    • http://naeradainformacao.blogspot.com Paula Carina

      Olá Priscila, obrigada por compartilhar sua experiência conosco. Todas as experiências profissionais são válidas, como você disse, tem aprendido com a sua atuação no setor público. Dificilmente encontraremos um lugar perfeito para trabalhar, acho que até seria meio sem graça, não é mesmo? Entretanto, buscar a satisfação profissional é muito importante para que possamos crecer e desenvolver mais e mais nosso potencial. Sucesso na sua busca!

  • Priscila Oliveira

    Olá. Os meus dois últimos empregos foram conquistados através de concurso público, assim como todos os meus estudos. Sempre soube que a realidade no meu setor que é a área técnica industrial mecânica não seria fácil de se conseguer uma boa vaga por eu ser mulher, por isso, os concursos na área me ajudaram a iniciar minha carreira mas também tendo em mente que não é o meio público que me atraía. já faz 8 anos, nunca deixei de me atualizar e continuo a querer novos desafios, que o setor público não me proporciona, apesar de acreditar que pude aprender muito estando nele, uma vez que aprendemos pelo inverso, muitas vezes através do que não se deve fazer num setor privado, mais dinâmico. Hoje a questão realmente é a salarial que me prende ao setor público. Recebo muito acima da média do mercado privado, mas a estagnação do trabalho, a falta de tudo que uma empresa privada me proporcionaria me tem feito refletir. Reconheço que ainda preciso de 2 anos para sair da base da pirâmide, adquirir certa segurança material para em seguida galgar satisfação profissional plena no que faço. Para mim, emprego público tem sido uma boa experiência de vida, uma verdadeira escola política. Só quem passou entende. Não pretendo permancecer, só enquanto necessário. Saber o que quero, quando quero, e reconhecer aonde estou, faz toda a diferença.

    • http://naeradainformacao.blogspot.com Paula Carina

      Olá Priscila, obrigada por compartilhar sua experiência conosco. Todas as experiências profissionais são válidas, como você disse, tem aprendido com a sua atuação no setor público. Dificilmente encontraremos um lugar perfeito para trabalhar, acho que até seria meio sem graça, não é mesmo? Entretanto, buscar a satisfação profissional é muito importante para que possamos crecer e desenvolver mais e mais nosso potencial. Sucesso na sua busca!

  • Priscila Oliveira

    Olá. Os meus dois últimos empregos foram conquistados através de concurso público, assim como todos os meus estudos. Sempre soube que a realidade no meu setor que é a área técnica industrial mecânica não seria fácil de se conseguer uma boa vaga por eu ser mulher, por isso, os concursos na área me ajudaram a iniciar minha carreira mas também tendo em mente que não é o meio público que me atraía. já faz 8 anos, nunca deixei de me atualizar e continuo a querer novos desafios, que o setor público não me proporciona, apesar de acreditar que pude aprender muito estando nele, uma vez que aprendemos pelo inverso, muitas vezes através do que não se deve fazer num setor privado, mais dinâmico. Hoje a questão realmente é a salarial que me prende ao setor público. Recebo muito acima da média do mercado privado, mas a estagnação do trabalho, a falta de tudo que uma empresa privada me proporcionaria me tem feito refletir. Reconheço que ainda preciso de 2 anos para sair da base da pirâmide, adquirir certa segurança material para em seguida galgar satisfação profissional plena no que faço. Para mim, emprego público tem sido uma boa experiência de vida, uma verdadeira escola política. Só quem passou entende. Não pretendo permancecer, só enquanto necessário. Saber o que quero, quando quero, e reconhecer aonde estou, faz toda a diferença.

    • http://naeradainformacao.blogspot.com Paula Carina

      Olá Priscila, obrigada por compartilhar sua experiência conosco. Todas as experiências profissionais são válidas, como você disse, tem aprendido com a sua atuação no setor público. Dificilmente encontraremos um lugar perfeito para trabalhar, acho que até seria meio sem graça, não é mesmo? Entretanto, buscar a satisfação profissional é muito importante para que possamos crecer e desenvolver mais e mais nosso potencial. Sucesso na sua busca!

  • http://leidycatarina.blogspot.com Leidy Catarina

    Olá Paula,
    Creio que como muitos profissionais desta nossa geração a dúvida de qual carreira seguir, qual emprego escolher, o que fazer!?
    dentre tantas informações que o mundo nos oferece e dentre tantas cobranças para muitos passar em concurso público é uma ótima, boa ou ruim opção, cabe a cada um escolher qual a melhor opção!
    Enfim, para mim HOJE a melhor opção é o concurso público. Pois nem sempre somos reconhecidos em empresas privadas, ou simplesmente o gerente acha que o nosso trabalho não é tão satisfatório e tem um amigo, que já trabalhou com ele pra colocar na sua vaga, pois bem foi isso que aconteceu comigo em outubro do ano passado. Foi bom para mim, pois não tinha trabalhado ainda na minha área (administração, me formo agora no fim do ano), mas foi e está sendo bastante custoso para mim, pois tinha um bom salário, carro, uma certa estabilidade (já estava a mais de 3 anos na área, com os mesmos profissionais) e até hoje nào consegui uma outra opção a altura. Hoje estou estagiando numa empresa de pequeno porte e não vou querer renovar o contrato, pois as chances de crescimento são mínimas, continuo na luta por outra opção; por isso desejo tanto um emprego público!
    Mas como falei, cada um tem uma opção melhor para si!
    parabéns pelo blog!

    • http://naeradainformacao.blogspot.com Paula Carina

      Obrigada Leidy. Na vida profissional ou pessoal, sempre precisaremos fazer escolhas e cabe a nós somente identificar se elas são boas ou ruins. Sempre teremos pelo menos a opção de seguir dois caminho diferentes. Optar por um trabalho no serviço público é uma dessas escolhas e, junto dela, muito esforço, dedicação e até mesmo abnegação serão exigidos. Você já tem uma vivência no setor privado e pode avaliar os dois lados da moeda para então decidir o que é melhor para sua vida neste momento, o que não significa que daqui a há dois ou três anos você não possa mudar de ideia e buscar um novo caminho.
      Boa sorte com seus desafios!

      • http://leidycatarina.blogspot.com Leidy Catarina

        Essa é a facilidade de (ainda) sermos jovens e possamos buscar outra opções num futuro…
        Não creio que todas as opções que escolhemos na vida seja ”tempo perdido”, pois com tudo aprendemos algo novo, fica como experiência.
        Só não concordo na falta de objetivos, na zona de conforto, tanto pessoal quanto profissional, parar no tempo e perigoso!

        Abraço!

  • http://leidycatarina.blogspot.com Leidy Catarina

    Olá Paula,
    Creio que como muitos profissionais desta nossa geração a dúvida de qual carreira seguir, qual emprego escolher, o que fazer!?
    dentre tantas informações que o mundo nos oferece e dentre tantas cobranças para muitos passar em concurso público é uma ótima, boa ou ruim opção, cabe a cada um escolher qual a melhor opção!
    Enfim, para mim HOJE a melhor opção é o concurso público. Pois nem sempre somos reconhecidos em empresas privadas, ou simplesmente o gerente acha que o nosso trabalho não é tão satisfatório e tem um amigo, que já trabalhou com ele pra colocar na sua vaga, pois bem foi isso que aconteceu comigo em outubro do ano passado. Foi bom para mim, pois não tinha trabalhado ainda na minha área (administração, me formo agora no fim do ano), mas foi e está sendo bastante custoso para mim, pois tinha um bom salário, carro, uma certa estabilidade (já estava a mais de 3 anos na área, com os mesmos profissionais) e até hoje nào consegui uma outra opção a altura. Hoje estou estagiando numa empresa de pequeno porte e não vou querer renovar o contrato, pois as chances de crescimento são mínimas, continuo na luta por outra opção; por isso desejo tanto um emprego público!
    Mas como falei, cada um tem uma opção melhor para si!
    parabéns pelo blog!

    • http://naeradainformacao.blogspot.com Paula Carina

      Obrigada Leidy. Na vida profissional ou pessoal, sempre precisaremos fazer escolhas e cabe a nós somente identificar se elas são boas ou ruins. Sempre teremos pelo menos a opção de seguir dois caminho diferentes. Optar por um trabalho no serviço público é uma dessas escolhas e, junto dela, muito esforço, dedicação e até mesmo abnegação serão exigidos. Você já tem uma vivência no setor privado e pode avaliar os dois lados da moeda para então decidir o que é melhor para sua vida neste momento, o que não significa que daqui a há dois ou três anos você não possa mudar de ideia e buscar um novo caminho.
      Boa sorte com seus desafios!

      • http://leidycatarina.blogspot.com Leidy Catarina

        Essa é a facilidade de (ainda) sermos jovens e possamos buscar outra opções num futuro…
        Não creio que todas as opções que escolhemos na vida seja ”tempo perdido”, pois com tudo aprendemos algo novo, fica como experiência.
        Só não concordo na falta de objetivos, na zona de conforto, tanto pessoal quanto profissional, parar no tempo e perigoso!

        Abraço!

  • http://leidycatarina.blogspot.com Leidy Catarina

    Olá Paula,
    Creio que como muitos profissionais desta nossa geração a dúvida de qual carreira seguir, qual emprego escolher, o que fazer!?
    dentre tantas informações que o mundo nos oferece e dentre tantas cobranças para muitos passar em concurso público é uma ótima, boa ou ruim opção, cabe a cada um escolher qual a melhor opção!
    Enfim, para mim HOJE a melhor opção é o concurso público. Pois nem sempre somos reconhecidos em empresas privadas, ou simplesmente o gerente acha que o nosso trabalho não é tão satisfatório e tem um amigo, que já trabalhou com ele pra colocar na sua vaga, pois bem foi isso que aconteceu comigo em outubro do ano passado. Foi bom para mim, pois não tinha trabalhado ainda na minha área (administração, me formo agora no fim do ano), mas foi e está sendo bastante custoso para mim, pois tinha um bom salário, carro, uma certa estabilidade (já estava a mais de 3 anos na área, com os mesmos profissionais) e até hoje nào consegui uma outra opção a altura. Hoje estou estagiando numa empresa de pequeno porte e não vou querer renovar o contrato, pois as chances de crescimento são mínimas, continuo na luta por outra opção; por isso desejo tanto um emprego público!
    Mas como falei, cada um tem uma opção melhor para si!
    parabéns pelo blog!

    • http://naeradainformacao.blogspot.com Paula Carina

      Obrigada Leidy. Na vida profissional ou pessoal, sempre precisaremos fazer escolhas e cabe a nós somente identificar se elas são boas ou ruins. Sempre teremos pelo menos a opção de seguir dois caminho diferentes. Optar por um trabalho no serviço público é uma dessas escolhas e, junto dela, muito esforço, dedicação e até mesmo abnegação serão exigidos. Você já tem uma vivência no setor privado e pode avaliar os dois lados da moeda para então decidir o que é melhor para sua vida neste momento, o que não significa que daqui a há dois ou três anos você não possa mudar de ideia e buscar um novo caminho.
      Boa sorte com seus desafios!

      • http://leidycatarina.blogspot.com Leidy Catarina

        Essa é a facilidade de (ainda) sermos jovens e possamos buscar outra opções num futuro…
        Não creio que todas as opções que escolhemos na vida seja ”tempo perdido”, pois com tudo aprendemos algo novo, fica como experiência.
        Só não concordo na falta de objetivos, na zona de conforto, tanto pessoal quanto profissional, parar no tempo e perigoso!

        Abraço!

  • alexandre wesley

    Será que é possível segurar vaga de concurso público estando fora do país quando da convocação?
    Suponhamos: Você passa num concurso público. Mas quando sai a convocação está viajando no exterior, bem longe, tipo na Austrália. É possível segurar essa vaga por meio de procuração ou algo do tipo? Ou se você não estiver de corpo presente já era, perdeu a vaga?

    • http://naeradainformacao.blogspot.com Paula Carina

      Olá Alexandre!
      Tudo depende do edital do concurso. Por isso é tão importante lermos atentamente o edital antes de fazer a inscrição. Nele você encontrará todas as informações necessárias e saberá se vale ou não a pena tentar aquela vaga, se você estará ou não disponível para assumir caso seja convocado. Posso adiantar que em alguns concursos uma outra pessoa pode entregar sua documentação com uma procuração sua, mas adiar o dia para assinar a sua posse e a data para começar a trabalhar, isso é muito difícil negociar. Mas como eu disse, o edital é o que lhe dará segurança para tomar qualquer atitude.
      Abraço!

  • alexandre wesley

    Será que é possível segurar vaga de concurso público estando fora do país quando da convocação?
    Suponhamos: Você passa num concurso público. Mas quando sai a convocação está viajando no exterior, bem longe, tipo na Austrália. É possível segurar essa vaga por meio de procuração ou algo do tipo? Ou se você não estiver de corpo presente já era, perdeu a vaga?

    • http://naeradainformacao.blogspot.com Paula Carina

      Olá Alexandre!
      Tudo depende do edital do concurso. Por isso é tão importante lermos atentamente o edital antes de fazer a inscrição. Nele você encontrará todas as informações necessárias e saberá se vale ou não a pena tentar aquela vaga, se você estará ou não disponível para assumir caso seja convocado. Posso adiantar que em alguns concursos uma outra pessoa pode entregar sua documentação com uma procuração sua, mas adiar o dia para assinar a sua posse e a data para começar a trabalhar, isso é muito difícil negociar. Mas como eu disse, o edital é o que lhe dará segurança para tomar qualquer atitude.
      Abraço!

  • alexandre wesley

    Será que é possível segurar vaga de concurso público estando fora do país quando da convocação?
    Suponhamos: Você passa num concurso público. Mas quando sai a convocação está viajando no exterior, bem longe, tipo na Austrália. É possível segurar essa vaga por meio de procuração ou algo do tipo? Ou se você não estiver de corpo presente já era, perdeu a vaga?

    • http://naeradainformacao.blogspot.com Paula Carina

      Olá Alexandre!
      Tudo depende do edital do concurso. Por isso é tão importante lermos atentamente o edital antes de fazer a inscrição. Nele você encontrará todas as informações necessárias e saberá se vale ou não a pena tentar aquela vaga, se você estará ou não disponível para assumir caso seja convocado. Posso adiantar que em alguns concursos uma outra pessoa pode entregar sua documentação com uma procuração sua, mas adiar o dia para assinar a sua posse e a data para começar a trabalhar, isso é muito difícil negociar. Mas como eu disse, o edital é o que lhe dará segurança para tomar qualquer atitude.
      Abraço!

  • Evandro

    Sou funcionário de uma empresa pública sob regime de livre provimento (contrato CLT) e passei em concurso promovido pela própria empresa para cargo efetivo. O meu salário atual vinculado no contrato de trabalho é superior ao salário base para o cargo do concurso. Gostaria de saber se no processo de transição (cargo de livre provimento para cargo efetivo) haverá um novo contrato de trabalho ou havera somente uma anotação na carteira de trabalho, uma vez que trata-se da mesma empresa (mesma pessoa jurídica) e se nesse caso ocorreria redução de salário, ferindo o princípio de irredutibilidade de vencimentos… Obrigado pela informação a quem puder ajudar a entender o assunto.

    • http://naeradainformacao.blogspot.com Paula Carina

      Evandro, infelizmente não tenho essas informações. Sugiro que você leia atentamente o edital do concurso e verifique se contém algum desses detalhes. Talvez a melhor solução seja consultar o RH da empresas para esclarecer todas as dúvidas.
      Obrigada pelo comentário!

  • Evandro

    Sou funcionário de uma empresa pública sob regime de livre provimento (contrato CLT) e passei em concurso promovido pela própria empresa para cargo efetivo. O meu salário atual vinculado no contrato de trabalho é superior ao salário base para o cargo do concurso. Gostaria de saber se no processo de transição (cargo de livre provimento para cargo efetivo) haverá um novo contrato de trabalho ou havera somente uma anotação na carteira de trabalho, uma vez que trata-se da mesma empresa (mesma pessoa jurídica) e se nesse caso ocorreria redução de salário, ferindo o princípio de irredutibilidade de vencimentos… Obrigado pela informação a quem puder ajudar a entender o assunto.

    • http://naeradainformacao.blogspot.com Paula Carina

      Evandro, infelizmente não tenho essas informações. Sugiro que você leia atentamente o edital do concurso e verifique se contém algum desses detalhes. Talvez a melhor solução seja consultar o RH da empresas para esclarecer todas as dúvidas.
      Obrigada pelo comentário!

  • Evandro

    Sou funcionário de uma empresa pública sob regime de livre provimento (contrato CLT) e passei em concurso promovido pela própria empresa para cargo efetivo. O meu salário atual vinculado no contrato de trabalho é superior ao salário base para o cargo do concurso. Gostaria de saber se no processo de transição (cargo de livre provimento para cargo efetivo) haverá um novo contrato de trabalho ou havera somente uma anotação na carteira de trabalho, uma vez que trata-se da mesma empresa (mesma pessoa jurídica) e se nesse caso ocorreria redução de salário, ferindo o princípio de irredutibilidade de vencimentos… Obrigado pela informação a quem puder ajudar a entender o assunto.

    • http://naeradainformacao.blogspot.com Paula Carina

      Evandro, infelizmente não tenho essas informações. Sugiro que você leia atentamente o edital do concurso e verifique se contém algum desses detalhes. Talvez a melhor solução seja consultar o RH da empresas para esclarecer todas as dúvidas.
      Obrigada pelo comentário!

  • Ex-funcionária pública

    Trabalhei por mais de um ano como funcionária pública estadual na área da educação.
    No meu caso, o cargo público foi uma grande frustração. Tudo é lento, o salário é baixo (menos de mil reais para quem tinha graduação!), faltava funcionário até para dar baixa no livro-ponto, às vezes não tinha água no bebedouro, café então, era um luxo.
    Concordo com quem disse que aprendeu mais sobre política do que qualquer outra coisa na sua função.
    Trabalhei de graça em finais de semana, e não foi por que eu queria fazer um trabalho melhor, mas foi meio por obrigação mesmo.
    Gostei do conselho: escolha uma boa empresa pública para trabalhar, porque simplesmente ter um cargo público não vai trazer satisfação e felicidade (e às vezes nem estabilidade e nem dinheiro).

  • Ex-funcionária pública

    Trabalhei por mais de um ano como funcionária pública estadual na área da educação.
    No meu caso, o cargo público foi uma grande frustração. Tudo é lento, o salário é baixo (menos de mil reais para quem tinha graduação!), faltava funcionário até para dar baixa no livro-ponto, às vezes não tinha água no bebedouro, café então, era um luxo.
    Concordo com quem disse que aprendeu mais sobre política do que qualquer outra coisa na sua função.
    Trabalhei de graça em finais de semana, e não foi por que eu queria fazer um trabalho melhor, mas foi meio por obrigação mesmo.
    Gostei do conselho: escolha uma boa empresa pública para trabalhar, porque simplesmente ter um cargo público não vai trazer satisfação e felicidade (e às vezes nem estabilidade e nem dinheiro).

  • Ex-funcionária pública

    Trabalhei por mais de um ano como funcionária pública estadual na área da educação.
    No meu caso, o cargo público foi uma grande frustração. Tudo é lento, o salário é baixo (menos de mil reais para quem tinha graduação!), faltava funcionário até para dar baixa no livro-ponto, às vezes não tinha água no bebedouro, café então, era um luxo.
    Concordo com quem disse que aprendeu mais sobre política do que qualquer outra coisa na sua função.
    Trabalhei de graça em finais de semana, e não foi por que eu queria fazer um trabalho melhor, mas foi meio por obrigação mesmo.
    Gostei do conselho: escolha uma boa empresa pública para trabalhar, porque simplesmente ter um cargo público não vai trazer satisfação e felicidade (e às vezes nem estabilidade e nem dinheiro).

  • Débora Ferreira

    Olá Paula, essa matéria caiu como uma luva para o momento que estou vivendo, sou muito jovem ainda estou concluindo minha graduação, mais já estou em ritmo de trabalho pesado em uma empresa privada, não tenho mais tempo para me dedicar a vida pessoal e a minha vida academica, as coisas mudam de forma rápidas e tenho que seguir no ritmo, viajo muito a trabalho e tenho que dedicar finais de semana e feriados para conseguir manter meu trabalho em dia. Estou pensando em ingressar na carreira publica, pensando em ter mais tempo disponivel para estudar e ter estabilidade financeira também, o que acha? Meu raciocinio está coerente?
    E parabéns pelo site!

    • http://naeradainformacao.blogspot.com Paula Carina

      Olá Débora, é sempre muito bom conhecer as experiências dos leitores do MC. Bem, a carreira pública possibilita estabilidade financeira, entretanto, acho que não é sinônimo de pouco trabalho. Há muitos incentivos à qualificação na maioria do órgãos públicos, portanto, antes de prestar concurso procure conhecer a instituição que está oferecendo a vaga. Dessa forma, você poderá verificar com segurança quais são os incentivos e se eles são compatíveis com os seus. Abraço!

  • Débora Ferreira

    Olá Paula, essa matéria caiu como uma luva para o momento que estou vivendo, sou muito jovem ainda estou concluindo minha graduação, mais já estou em ritmo de trabalho pesado em uma empresa privada, não tenho mais tempo para me dedicar a vida pessoal e a minha vida academica, as coisas mudam de forma rápidas e tenho que seguir no ritmo, viajo muito a trabalho e tenho que dedicar finais de semana e feriados para conseguir manter meu trabalho em dia. Estou pensando em ingressar na carreira publica, pensando em ter mais tempo disponivel para estudar e ter estabilidade financeira também, o que acha? Meu raciocinio está coerente?
    E parabéns pelo site!

    • http://naeradainformacao.blogspot.com Paula Carina

      Olá Débora, é sempre muito bom conhecer as experiências dos leitores do MC. Bem, a carreira pública possibilita estabilidade financeira, entretanto, acho que não é sinônimo de pouco trabalho. Há muitos incentivos à qualificação na maioria do órgãos públicos, portanto, antes de prestar concurso procure conhecer a instituição que está oferecendo a vaga. Dessa forma, você poderá verificar com segurança quais são os incentivos e se eles são compatíveis com os seus. Abraço!

  • Débora Ferreira

    Olá Paula, essa matéria caiu como uma luva para o momento que estou vivendo, sou muito jovem ainda estou concluindo minha graduação, mais já estou em ritmo de trabalho pesado em uma empresa privada, não tenho mais tempo para me dedicar a vida pessoal e a minha vida academica, as coisas mudam de forma rápidas e tenho que seguir no ritmo, viajo muito a trabalho e tenho que dedicar finais de semana e feriados para conseguir manter meu trabalho em dia. Estou pensando em ingressar na carreira publica, pensando em ter mais tempo disponivel para estudar e ter estabilidade financeira também, o que acha? Meu raciocinio está coerente?
    E parabéns pelo site!

    • http://naeradainformacao.blogspot.com Paula Carina

      Olá Débora, é sempre muito bom conhecer as experiências dos leitores do MC. Bem, a carreira pública possibilita estabilidade financeira, entretanto, acho que não é sinônimo de pouco trabalho. Há muitos incentivos à qualificação na maioria do órgãos públicos, portanto, antes de prestar concurso procure conhecer a instituição que está oferecendo a vaga. Dessa forma, você poderá verificar com segurança quais são os incentivos e se eles são compatíveis com os seus. Abraço!

  • Adilson Carlos Tavares Pimentel.

    Tenho uma empresa é passei em um concurso público, quero saber se posso manter a duas atividades.

    Neste empresa eu administro, e retiro uma importancia a titulo de pro-labore.

    • http://www.minhacarreira.com Paula

      Adilson, sugiro que você verifique essa questão na Lei 8112 ou com o RH do órgão para onde você foi convocado. Abraço.

  • Adilson Carlos Tavares Pimentel.

    Tenho uma empresa é passei em um concurso público, quero saber se posso manter a duas atividades.

    Neste empresa eu administro, e retiro uma importancia a titulo de pro-labore.

    • http://www.minhacarreira.com Paula

      Adilson, sugiro que você verifique essa questão na Lei 8112 ou com o RH do órgão para onde você foi convocado. Abraço.

  • Adilson Carlos Tavares Pimentel.

    Tenho uma empresa é passei em um concurso público, quero saber se posso manter a duas atividades.

    Neste empresa eu administro, e retiro uma importancia a titulo de pro-labore.

    • http://www.minhacarreira.com Paula

      Adilson, sugiro que você verifique essa questão na Lei 8112 ou com o RH do órgão para onde você foi convocado. Abraço.

  • Cleverton

    Ola,

    Fiz um concurso publico, e me chamaram para posse, mas nestes 16 meses de espera não fiquei parado, trabalhei muito. na mesma semana que fui promovido na empresa onde trabalho, recebi uma proposta de outra emrpesa de grande porte e recebi o e-mail do Tj do PR. Realmente está sendo uma semana tormenta para mim. Não sei se o que fazer, converso com diversas pessoas e as opiniões são diferentes… quero assumir, afinal quero seguir carreira no Tribunal. pois sei que lá dentro aprenderei muito para fazer concursos na área de magistratura. o que me preocupa é o salário. Será que posso acreditar nos bonus e outras coisas? pois atualmente recebo quase 3 vezes mais do que viria a receber… não tenho compromissos financeiros, mas tenho sonhos futuros… e agora?

    • http://www.minhacarreira.com Paula

      Cleverson, sem dúvidas é uma decisão difícil. Sugiro que você pondere bem sobre suas opções e escolha aquela que está mais adequada aos seus planejamentos para o seu futuro, mas sem comprometer o seu presente. Não tome nenhuma decisão sem planejamento. Abraço!

    • Paula

      Cleverton,
      Qual foi sua decisão? você percebeu que teve a decisão certa?
      também estou na mesma situação e gostaria de saber sua experiência.
      Obrigada!

  • Cleverton

    Ola,

    Fiz um concurso publico, e me chamaram para posse, mas nestes 16 meses de espera não fiquei parado, trabalhei muito. na mesma semana que fui promovido na empresa onde trabalho, recebi uma proposta de outra emrpesa de grande porte e recebi o e-mail do Tj do PR. Realmente está sendo uma semana tormenta para mim. Não sei se o que fazer, converso com diversas pessoas e as opiniões são diferentes… quero assumir, afinal quero seguir carreira no Tribunal. pois sei que lá dentro aprenderei muito para fazer concursos na área de magistratura. o que me preocupa é o salário. Será que posso acreditar nos bonus e outras coisas? pois atualmente recebo quase 3 vezes mais do que viria a receber… não tenho compromissos financeiros, mas tenho sonhos futuros… e agora?

    • http://www.minhacarreira.com Paula

      Cleverson, sem dúvidas é uma decisão difícil. Sugiro que você pondere bem sobre suas opções e escolha aquela que está mais adequada aos seus planejamentos para o seu futuro, mas sem comprometer o seu presente. Não tome nenhuma decisão sem planejamento. Abraço!

    • Paula

      Cleverton,
      Qual foi sua decisão? você percebeu que teve a decisão certa?
      também estou na mesma situação e gostaria de saber sua experiência.
      Obrigada!

  • Cleverton

    Ola,

    Fiz um concurso publico, e me chamaram para posse, mas nestes 16 meses de espera não fiquei parado, trabalhei muito. na mesma semana que fui promovido na empresa onde trabalho, recebi uma proposta de outra emrpesa de grande porte e recebi o e-mail do Tj do PR. Realmente está sendo uma semana tormenta para mim. Não sei se o que fazer, converso com diversas pessoas e as opiniões são diferentes… quero assumir, afinal quero seguir carreira no Tribunal. pois sei que lá dentro aprenderei muito para fazer concursos na área de magistratura. o que me preocupa é o salário. Será que posso acreditar nos bonus e outras coisas? pois atualmente recebo quase 3 vezes mais do que viria a receber… não tenho compromissos financeiros, mas tenho sonhos futuros… e agora?

    • http://www.minhacarreira.com Paula

      Cleverson, sem dúvidas é uma decisão difícil. Sugiro que você pondere bem sobre suas opções e escolha aquela que está mais adequada aos seus planejamentos para o seu futuro, mas sem comprometer o seu presente. Não tome nenhuma decisão sem planejamento. Abraço!

    • Paula

      Cleverton,
      Qual foi sua decisão? você percebeu que teve a decisão certa?
      também estou na mesma situação e gostaria de saber sua experiência.
      Obrigada!

  • Gerson

    Olá gostei Muito do seu blog parabens…
    Queria fazer uma pergunta se vc pudesse me responder po favor…
    Sou funcionario publico concursado a dois anos mais conseguir emprego em uma empresa privada queria saber tem augum poblema em trabalhar nas duas ao mesmo tempo…
    Obrigado aguardo resposta…

    • http://www.minhacarreira.com Paula

      Gerson, sugiro que você consulte a Lei 8.112 – Lei do Servidor Público Federal. Lá você encontrará uma resposta mais exata. Abraço!

  • Gerson

    Olá gostei Muito do seu blog parabens…
    Queria fazer uma pergunta se vc pudesse me responder po favor…
    Sou funcionario publico concursado a dois anos mais conseguir emprego em uma empresa privada queria saber tem augum poblema em trabalhar nas duas ao mesmo tempo…
    Obrigado aguardo resposta…

    • http://www.minhacarreira.com Paula

      Gerson, sugiro que você consulte a Lei 8.112 – Lei do Servidor Público Federal. Lá você encontrará uma resposta mais exata. Abraço!

  • Gerson

    Olá gostei Muito do seu blog parabens…
    Queria fazer uma pergunta se vc pudesse me responder po favor…
    Sou funcionario publico concursado a dois anos mais conseguir emprego em uma empresa privada queria saber tem augum poblema em trabalhar nas duas ao mesmo tempo…
    Obrigado aguardo resposta…

    • http://www.minhacarreira.com Paula

      Gerson, sugiro que você consulte a Lei 8.112 – Lei do Servidor Público Federal. Lá você encontrará uma resposta mais exata. Abraço!

  • ana silveira silva

    eu trabalho em um conselho de medicina veterinaria, e queria saber se meu emprego é estavel, se posso ser dispensada por corte de despesas e quais meus direitos trabalhistas.

    • http://www.minhacarreira.com Paula

      Ana, sugiro que você consulte o edital do seu concurso ou o RH do seu trabalho para informações mais precisas. Abraço!

  • ana silveira silva

    eu trabalho em um conselho de medicina veterinaria, e queria saber se meu emprego é estavel, se posso ser dispensada por corte de despesas e quais meus direitos trabalhistas.

    • http://www.minhacarreira.com Paula

      Ana, sugiro que você consulte o edital do seu concurso ou o RH do seu trabalho para informações mais precisas. Abraço!

  • ana silveira silva

    eu trabalho em um conselho de medicina veterinaria, e queria saber se meu emprego é estavel, se posso ser dispensada por corte de despesas e quais meus direitos trabalhistas.

    • http://www.minhacarreira.com Paula

      Ana, sugiro que você consulte o edital do seu concurso ou o RH do seu trabalho para informações mais precisas. Abraço!

  • Junior

    Paula,

    Primeiramente, parabéns pelo blog.

    Gostaria de saber se existe algum livro que aborde a temática aqui exposta. Essa questão de as pessoas simplesmente mudarem do setor privado para o público por questões meramente financeiras não trazem realização pessoal e profissional. Gostaria de conhecer algum livro que falasse a respeito.

    Obrigado!
    Junior.

  • Junior

    Paula,

    Primeiramente, parabéns pelo blog.

    Gostaria de saber se existe algum livro que aborde a temática aqui exposta. Essa questão de as pessoas simplesmente mudarem do setor privado para o público por questões meramente financeiras não trazem realização pessoal e profissional. Gostaria de conhecer algum livro que falasse a respeito.

    Obrigado!
    Junior.

  • Junior

    Paula,

    Primeiramente, parabéns pelo blog.

    Gostaria de saber se existe algum livro que aborde a temática aqui exposta. Essa questão de as pessoas simplesmente mudarem do setor privado para o público por questões meramente financeiras não trazem realização pessoal e profissional. Gostaria de conhecer algum livro que falasse a respeito.

    Obrigado!
    Junior.

  • http://naeradainformacao.blogspot.com Paula Carina de Araújo

    Junior, bom saber que você gostou do blog! Infelizmente não conheço nenhum livro que trate do assunto.

    Abraço.

  • http://naeradainformacao.blogspot.com Paula Carina de Araújo

    Junior, bom saber que você gostou do blog! Infelizmente não conheço nenhum livro que trate do assunto.

    Abraço.

  • http://naeradainformacao.blogspot.com Paula Carina de Araújo

    Junior, bom saber que você gostou do blog! Infelizmente não conheço nenhum livro que trate do assunto.

    Abraço.

  • http://IpojucaPE elba karla apolônio rolim

    Gostei muito do seu blog, as opiniões realmente são diversas. Mas, para muitos vi que eles acham que trabalhar no setor público é só sinal de esabilidade, pouco trabalho e falta de crescimento profissional. Discordo em grande parte, hoje com o avanço da incrementação do setor de gestão de RH no setor público esse panorama vem mudando muito. O plano de cargos e carreiras deve ser bem lido pelo candidato antes de ingressasr num concurso. Na maioria das vezes as pessoas fazem o concurso pra qualquer área porque não acreditam que passariam na sua específica. Então só ode vir a frustração depois. A culpa não é do setor público e sim do próprio candidato. Trabalho no IFPE (Instituto de Ciência e Tecnologia de Pernambuco) e vejo que tenho gandes chances de crescer e me realizar profissionalmente. Fora os ganhos materiais e a estailidade. O que falta realmente as pessoas é se informarem e se prepararem pra atuar realmente no que gostam. Apesar de precisarmos sempre de lictações, hoje o setor público dependendo da esfera e órgão não é desmotivador e nem tão pouco estagnado e lento. A globaliz~ção já mudu muita coisa e mal funcionários existem em todo lugar, principalmente os insatisfeitos, tanto no setor privado como público. No Brasil tem muita gente que se acha e mensprezam suas funções. Não acreditam em sua capacidade, fazem concursos para órgãos errados e culpam o ambiente de trabalho. Quem crer crescer independe do lugar, basta querer e buscar.Esse é o diferencial. Um abraço

    • Paula Carina

      Olá Elba, obrigada pela sua contribuição. Concordo contigo, quando prestamos um concurso público e se somos chamados para assumir, antes de qualquer coisa é preciso avaliar as características da vaga oferecida, quais são as perspectivas de futuro e tudo mais. Principalmente se você pretende progredir sempre, afinal é o que se espera de um bom servidor. É muito comum vermos pessoas prestando concurso para cargos abaixo da sua formação por quererem apenas ter um salário e estabilidade. Acabam ficando frustrados e não conseguem se dedicar ao máximo nas atividades a eles designadas. Também tenho uma visão otimista para o setor público, consigo ver mudanças reais que fazem toda a diferença na atuação e na renovação do quadro de pessoal.

      Abraço.

  • http://IpojucaPE elba karla apolônio rolim

    Gostei muito do seu blog, as opiniões realmente são diversas. Mas, para muitos vi que eles acham que trabalhar no setor público é só sinal de esabilidade, pouco trabalho e falta de crescimento profissional. Discordo em grande parte, hoje com o avanço da incrementação do setor de gestão de RH no setor público esse panorama vem mudando muito. O plano de cargos e carreiras deve ser bem lido pelo candidato antes de ingressasr num concurso. Na maioria das vezes as pessoas fazem o concurso pra qualquer área porque não acreditam que passariam na sua específica. Então só ode vir a frustração depois. A culpa não é do setor público e sim do próprio candidato. Trabalho no IFPE (Instituto de Ciência e Tecnologia de Pernambuco) e vejo que tenho gandes chances de crescer e me realizar profissionalmente. Fora os ganhos materiais e a estailidade. O que falta realmente as pessoas é se informarem e se prepararem pra atuar realmente no que gostam. Apesar de precisarmos sempre de lictações, hoje o setor público dependendo da esfera e órgão não é desmotivador e nem tão pouco estagnado e lento. A globaliz~ção já mudu muita coisa e mal funcionários existem em todo lugar, principalmente os insatisfeitos, tanto no setor privado como público. No Brasil tem muita gente que se acha e mensprezam suas funções. Não acreditam em sua capacidade, fazem concursos para órgãos errados e culpam o ambiente de trabalho. Quem crer crescer independe do lugar, basta querer e buscar.Esse é o diferencial. Um abraço

    • Paula Carina

      Olá Elba, obrigada pela sua contribuição. Concordo contigo, quando prestamos um concurso público e se somos chamados para assumir, antes de qualquer coisa é preciso avaliar as características da vaga oferecida, quais são as perspectivas de futuro e tudo mais. Principalmente se você pretende progredir sempre, afinal é o que se espera de um bom servidor. É muito comum vermos pessoas prestando concurso para cargos abaixo da sua formação por quererem apenas ter um salário e estabilidade. Acabam ficando frustrados e não conseguem se dedicar ao máximo nas atividades a eles designadas. Também tenho uma visão otimista para o setor público, consigo ver mudanças reais que fazem toda a diferença na atuação e na renovação do quadro de pessoal.

      Abraço.

  • http://IpojucaPE elba karla apolônio rolim

    Gostei muito do seu blog, as opiniões realmente são diversas. Mas, para muitos vi que eles acham que trabalhar no setor público é só sinal de esabilidade, pouco trabalho e falta de crescimento profissional. Discordo em grande parte, hoje com o avanço da incrementação do setor de gestão de RH no setor público esse panorama vem mudando muito. O plano de cargos e carreiras deve ser bem lido pelo candidato antes de ingressasr num concurso. Na maioria das vezes as pessoas fazem o concurso pra qualquer área porque não acreditam que passariam na sua específica. Então só ode vir a frustração depois. A culpa não é do setor público e sim do próprio candidato. Trabalho no IFPE (Instituto de Ciência e Tecnologia de Pernambuco) e vejo que tenho gandes chances de crescer e me realizar profissionalmente. Fora os ganhos materiais e a estailidade. O que falta realmente as pessoas é se informarem e se prepararem pra atuar realmente no que gostam. Apesar de precisarmos sempre de lictações, hoje o setor público dependendo da esfera e órgão não é desmotivador e nem tão pouco estagnado e lento. A globaliz~ção já mudu muita coisa e mal funcionários existem em todo lugar, principalmente os insatisfeitos, tanto no setor privado como público. No Brasil tem muita gente que se acha e mensprezam suas funções. Não acreditam em sua capacidade, fazem concursos para órgãos errados e culpam o ambiente de trabalho. Quem crer crescer independe do lugar, basta querer e buscar.Esse é o diferencial. Um abraço

    • Paula Carina

      Olá Elba, obrigada pela sua contribuição. Concordo contigo, quando prestamos um concurso público e se somos chamados para assumir, antes de qualquer coisa é preciso avaliar as características da vaga oferecida, quais são as perspectivas de futuro e tudo mais. Principalmente se você pretende progredir sempre, afinal é o que se espera de um bom servidor. É muito comum vermos pessoas prestando concurso para cargos abaixo da sua formação por quererem apenas ter um salário e estabilidade. Acabam ficando frustrados e não conseguem se dedicar ao máximo nas atividades a eles designadas. Também tenho uma visão otimista para o setor público, consigo ver mudanças reais que fazem toda a diferença na atuação e na renovação do quadro de pessoal.

      Abraço.

  • ALANE SOARES

    olá boa tarde, adorei o blog, sobre o assunto, pois estou exatamente vivendo essa dificuldade, minha historia é, trabalho em uma empresa privada do ramo de panificação , em expancao, atualmente. Meu cargo: gerente de dep. de pessoal, e acabei de ser convocada para tomar posse em um concurso publico estadual que fiz a uns 03 anos atraz, quando ainda estava desempregada. A funçao é serviços gerais, e minha duvida é: QUE QUE EU FAÇO PELO AMOR DE DEUS!!! continuo no meu atual emprego, onde tenho um cargo de chefia,e reconhecida pelo meu trabalho e financeiramente tambem, ou vou para o cargo publico, que alem de ganhar 3 vezes MENOR, do que ganho hoje o cargo é serviços gerais. Mais onde estou atualmente nao tenho “estabilidade” que o cargo publico me ofereceria…PEÇO AJUDA POR FAVOR, UMA VEZ QUE TENHO APENAS CINCO (05) DIAS PARA TOMAR UMA DESCISÃO TAO IMPORTANTE!
    OBRIGADO!, SI PUDER ME RESPONDER NO IMAIL AGRADEÇO!

    • Paula Carina

      Olá Alane, primeiramente gostaria de me desculpar por não tere respondido antes. Imagino que você já deve ter tomado a sua decisão, de qualquer forma vou manifestar a minha opinião. Para qualquer decisão profissional é preciso pesar os dois lados, os prós e contras. É importante você reconhecer o que realmente importa para você. Salário? Reconhecimento? Estabilidade? Gostar do que faz?
      Garanto para você que a estabilidade não é tudo se você estiver fazendo algo que não gosta.
      De qualquer forma, encare a decisão que tomou como a melhor e faça tudo para que ela seja a melhor, não fique presa ao passado imaginando como seria se tivesse tomado uma decisão diferente.
      Abraço.

    • PAULA OLIVEIRA

      Alane,Qual foi sua decisão? você percebeu que teve a decisão certa?também estou na mesma situação e gostaria de saber sua experiência.Obrigada!

  • ALANE SOARES

    olá boa tarde, adorei o blog, sobre o assunto, pois estou exatamente vivendo essa dificuldade, minha historia é, trabalho em uma empresa privada do ramo de panificação , em expancao, atualmente. Meu cargo: gerente de dep. de pessoal, e acabei de ser convocada para tomar posse em um concurso publico estadual que fiz a uns 03 anos atraz, quando ainda estava desempregada. A funçao é serviços gerais, e minha duvida é: QUE QUE EU FAÇO PELO AMOR DE DEUS!!! continuo no meu atual emprego, onde tenho um cargo de chefia,e reconhecida pelo meu trabalho e financeiramente tambem, ou vou para o cargo publico, que alem de ganhar 3 vezes MENOR, do que ganho hoje o cargo é serviços gerais. Mais onde estou atualmente nao tenho “estabilidade” que o cargo publico me ofereceria…PEÇO AJUDA POR FAVOR, UMA VEZ QUE TENHO APENAS CINCO (05) DIAS PARA TOMAR UMA DESCISÃO TAO IMPORTANTE!
    OBRIGADO!, SI PUDER ME RESPONDER NO IMAIL AGRADEÇO!

    • Paula Carina

      Olá Alane, primeiramente gostaria de me desculpar por não tere respondido antes. Imagino que você já deve ter tomado a sua decisão, de qualquer forma vou manifestar a minha opinião. Para qualquer decisão profissional é preciso pesar os dois lados, os prós e contras. É importante você reconhecer o que realmente importa para você. Salário? Reconhecimento? Estabilidade? Gostar do que faz?
      Garanto para você que a estabilidade não é tudo se você estiver fazendo algo que não gosta.
      De qualquer forma, encare a decisão que tomou como a melhor e faça tudo para que ela seja a melhor, não fique presa ao passado imaginando como seria se tivesse tomado uma decisão diferente.
      Abraço.

    • PAULA OLIVEIRA

      Alane,Qual foi sua decisão? você percebeu que teve a decisão certa?também estou na mesma situação e gostaria de saber sua experiência.Obrigada!

  • ALANE SOARES

    olá boa tarde, adorei o blog, sobre o assunto, pois estou exatamente vivendo essa dificuldade, minha historia é, trabalho em uma empresa privada do ramo de panificação , em expancao, atualmente. Meu cargo: gerente de dep. de pessoal, e acabei de ser convocada para tomar posse em um concurso publico estadual que fiz a uns 03 anos atraz, quando ainda estava desempregada. A funçao é serviços gerais, e minha duvida é: QUE QUE EU FAÇO PELO AMOR DE DEUS!!! continuo no meu atual emprego, onde tenho um cargo de chefia,e reconhecida pelo meu trabalho e financeiramente tambem, ou vou para o cargo publico, que alem de ganhar 3 vezes MENOR, do que ganho hoje o cargo é serviços gerais. Mais onde estou atualmente nao tenho “estabilidade” que o cargo publico me ofereceria…PEÇO AJUDA POR FAVOR, UMA VEZ QUE TENHO APENAS CINCO (05) DIAS PARA TOMAR UMA DESCISÃO TAO IMPORTANTE!
    OBRIGADO!, SI PUDER ME RESPONDER NO IMAIL AGRADEÇO!

    • Paula Carina

      Olá Alane, primeiramente gostaria de me desculpar por não tere respondido antes. Imagino que você já deve ter tomado a sua decisão, de qualquer forma vou manifestar a minha opinião. Para qualquer decisão profissional é preciso pesar os dois lados, os prós e contras. É importante você reconhecer o que realmente importa para você. Salário? Reconhecimento? Estabilidade? Gostar do que faz?
      Garanto para você que a estabilidade não é tudo se você estiver fazendo algo que não gosta.
      De qualquer forma, encare a decisão que tomou como a melhor e faça tudo para que ela seja a melhor, não fique presa ao passado imaginando como seria se tivesse tomado uma decisão diferente.
      Abraço.

    • PAULA OLIVEIRA

      Alane,Qual foi sua decisão? você percebeu que teve a decisão certa?também estou na mesma situação e gostaria de saber sua experiência.Obrigada!

  • SILENITA WELKER

    Bem a realidade de todos nós é esta,e o que faz toda a diferença quando somos chamados é a ilusão de estabilidade.
    Pois quando nos dedicamos ao que fazemos ,podemos estar seguros tambem, em qualquer area do setor privado.
    Trabalhava como auxiliar administrativo e muitas vezes fazia o papel , chefe,gerente, ele não se envolvia muito nao queria se estresar.
    Quando fui chamada para trabalhar de secretária em uma escola não vasilei fui ;abri mao de um bom salario ,mas hoje pude voltar a estudar, tenho mais tempo para minha familia e não vivo estressada o tempo todo ,porque na vida privada o estress é muito grande ,muita cobrança,tudo deve ser feito em pouquíssimo tempo,e não percebemos a nossa vida vai embora .
    Dinheiro não deve ser o alvo maior em nossa vida, mais importante temos que cuidar da nossa saude emocional pois com o passar do  tempo  nos tornamos insuportaveis  e o que queremos é só dinheiro e esquecemos que há prazer em fazer algo bom pelos outros ,temos que ser sempre éticos lutarmos pelo nosso país
    Fazermos sempre  o melhor e assim com certeza mudaremos essa má administraçao que existe no setor publico ,pessoas descompromissadas que nao querem se envolver em resolver questões para nao serem chamados de chatos.
    SE TODOS VISEM O SETOR PUBLICO COMO A SUA EMPRESA ACREDITO QUE MUITOS MUDARIAM SEU COMPORTAMENTO E O SERTOR PUBLICO NAO SERIA ESSE DESCASO COMO É HOJE .HONESTIDADE E COMPROMETIMENTO É OQUE FALTA .

    • Paula Carina

      Muito obrigada por seu comentário. Temos que ter o cuidado para não encarar o serviço público como local de descanso, onde podemos aproveitar algumas falsas “vantagens” criadas pelo mal costurma criado há anos pela visão distorcida criada por algumas pessoas. Essa característica diferenciada do setor público nem sempre acontece, com relação a demanda de atividades e à exigências, tudo isso depende muito do tipo de trabalho, cargo ocupado e local onde se vai trabalhar.

      Abraço.

  • SILENITA WELKER

    Bem a realidade de todos nós é esta,e o que faz toda a diferença quando somos chamados é a ilusão de estabilidade.
    Pois quando nos dedicamos ao que fazemos ,podemos estar seguros tambem, em qualquer area do setor privado.
    Trabalhava como auxiliar administrativo e muitas vezes fazia o papel , chefe,gerente, ele não se envolvia muito nao queria se estresar.
    Quando fui chamada para trabalhar de secretária em uma escola não vasilei fui ;abri mao de um bom salario ,mas hoje pude voltar a estudar, tenho mais tempo para minha familia e não vivo estressada o tempo todo ,porque na vida privada o estress é muito grande ,muita cobrança,tudo deve ser feito em pouquíssimo tempo,e não percebemos a nossa vida vai embora .
    Dinheiro não deve ser o alvo maior em nossa vida, mais importante temos que cuidar da nossa saude emocional pois com o passar do  tempo  nos tornamos insuportaveis  e o que queremos é só dinheiro e esquecemos que há prazer em fazer algo bom pelos outros ,temos que ser sempre éticos lutarmos pelo nosso país
    Fazermos sempre  o melhor e assim com certeza mudaremos essa má administraçao que existe no setor publico ,pessoas descompromissadas que nao querem se envolver em resolver questões para nao serem chamados de chatos.
    SE TODOS VISEM O SETOR PUBLICO COMO A SUA EMPRESA ACREDITO QUE MUITOS MUDARIAM SEU COMPORTAMENTO E O SERTOR PUBLICO NAO SERIA ESSE DESCASO COMO É HOJE .HONESTIDADE E COMPROMETIMENTO É OQUE FALTA .

    • Paula Carina

      Muito obrigada por seu comentário. Temos que ter o cuidado para não encarar o serviço público como local de descanso, onde podemos aproveitar algumas falsas “vantagens” criadas pelo mal costurma criado há anos pela visão distorcida criada por algumas pessoas. Essa característica diferenciada do setor público nem sempre acontece, com relação a demanda de atividades e à exigências, tudo isso depende muito do tipo de trabalho, cargo ocupado e local onde se vai trabalhar.

      Abraço.

  • SILENITA WELKER

    Bem a realidade de todos nós é esta,e o que faz toda a diferença quando somos chamados é a ilusão de estabilidade.
    Pois quando nos dedicamos ao que fazemos ,podemos estar seguros tambem, em qualquer area do setor privado.
    Trabalhava como auxiliar administrativo e muitas vezes fazia o papel , chefe,gerente, ele não se envolvia muito nao queria se estresar.
    Quando fui chamada para trabalhar de secretária em uma escola não vasilei fui ;abri mao de um bom salario ,mas hoje pude voltar a estudar, tenho mais tempo para minha familia e não vivo estressada o tempo todo ,porque na vida privada o estress é muito grande ,muita cobrança,tudo deve ser feito em pouquíssimo tempo,e não percebemos a nossa vida vai embora .
    Dinheiro não deve ser o alvo maior em nossa vida, mais importante temos que cuidar da nossa saude emocional pois com o passar do  tempo  nos tornamos insuportaveis  e o que queremos é só dinheiro e esquecemos que há prazer em fazer algo bom pelos outros ,temos que ser sempre éticos lutarmos pelo nosso país
    Fazermos sempre  o melhor e assim com certeza mudaremos essa má administraçao que existe no setor publico ,pessoas descompromissadas que nao querem se envolver em resolver questões para nao serem chamados de chatos.
    SE TODOS VISEM O SETOR PUBLICO COMO A SUA EMPRESA ACREDITO QUE MUITOS MUDARIAM SEU COMPORTAMENTO E O SERTOR PUBLICO NAO SERIA ESSE DESCASO COMO É HOJE .HONESTIDADE E COMPROMETIMENTO É OQUE FALTA .

    • Paula Carina

      Muito obrigada por seu comentário. Temos que ter o cuidado para não encarar o serviço público como local de descanso, onde podemos aproveitar algumas falsas “vantagens” criadas pelo mal costurma criado há anos pela visão distorcida criada por algumas pessoas. Essa característica diferenciada do setor público nem sempre acontece, com relação a demanda de atividades e à exigências, tudo isso depende muito do tipo de trabalho, cargo ocupado e local onde se vai trabalhar.

      Abraço.

  • Marciavaleria33

    Eu passei por isso a 6 meses atras. Estava bem empregada (terceirizada)em uma empresa da área de Petroleo, mas a “estabilidade” me fez pedir demissão da empresa e ir ser “funcionária publica” . Mesma área de formação porém  em diferente area de atuação! Resultado: Odiei a empresa. O ritmo é muito lento. As pessoas parecem ter dormido no tempo , perderam noção espaço , educação, mercado e não se atualizaem !!! A verdade é: empresa pública é para quem quer ritmo lento(digo muito lento) SIM!! e tb para quem consegue ser aquela pessoa ” politica” vulgo(puxa saco) porque infelizmente as coisas no setor publico para acontecer depende de quem esta no cargo. Conselho : estudem bem a empresa , perguntem se o plano de cargo Funciona de verdade, porque no meu caso, ainda teve essa: diminuiu meu salario e o plano de cargo não funciona. Enfim……O mercado privado de TI está aquecido e muitas vagas para quem quer trabalhar e é para lá que estou voltando:para onde de nunca devria ter saído !
    @e27ad1d47932989f656cae9adaf75d6d:disqus 
    Enfim…é questão de perfil de cada um!

    abraços!

    • Paula Carina

      Oi Marcia, muito obrigada por compartilhar sua experiência. Acho essa questão envolve muitas coisas, entre elas conhecimento do local onde vai trabalhar, perfil e a sua atitude. As coisas são mais lentas, mas não necessariamente sempre são lentas, isso depende muito da postura de quem quer dar sua parcela de participação para a mudança e se a pessoa realmente quer está disposta a dar sua colaboração e se o esforço vale a pena. Hoje posso dizer que todo o meu esforço valeu muito e posso ver mudanças reais. Já não vejo o serviço público com uma visão tão pessimista.
      Desejo sucesso em suas escolhas! Abraço.

  • Marciavaleria33

    Eu passei por isso a 6 meses atras. Estava bem empregada (terceirizada)em uma empresa da área de Petroleo, mas a “estabilidade” me fez pedir demissão da empresa e ir ser “funcionária publica” . Mesma área de formação porém  em diferente area de atuação! Resultado: Odiei a empresa. O ritmo é muito lento. As pessoas parecem ter dormido no tempo , perderam noção espaço , educação, mercado e não se atualizaem !!! A verdade é: empresa pública é para quem quer ritmo lento(digo muito lento) SIM!! e tb para quem consegue ser aquela pessoa ” politica” vulgo(puxa saco) porque infelizmente as coisas no setor publico para acontecer depende de quem esta no cargo. Conselho : estudem bem a empresa , perguntem se o plano de cargo Funciona de verdade, porque no meu caso, ainda teve essa: diminuiu meu salario e o plano de cargo não funciona. Enfim……O mercado privado de TI está aquecido e muitas vagas para quem quer trabalhar e é para lá que estou voltando:para onde de nunca devria ter saído !
    @e27ad1d47932989f656cae9adaf75d6d:disqus 
    Enfim…é questão de perfil de cada um!

    abraços!

    • Paula Carina

      Oi Marcia, muito obrigada por compartilhar sua experiência. Acho essa questão envolve muitas coisas, entre elas conhecimento do local onde vai trabalhar, perfil e a sua atitude. As coisas são mais lentas, mas não necessariamente sempre são lentas, isso depende muito da postura de quem quer dar sua parcela de participação para a mudança e se a pessoa realmente quer está disposta a dar sua colaboração e se o esforço vale a pena. Hoje posso dizer que todo o meu esforço valeu muito e posso ver mudanças reais. Já não vejo o serviço público com uma visão tão pessimista.
      Desejo sucesso em suas escolhas! Abraço.

  • Marciavaleria33

    Eu passei por isso a 6 meses atras. Estava bem empregada (terceirizada)em uma empresa da área de Petroleo, mas a “estabilidade” me fez pedir demissão da empresa e ir ser “funcionária publica” . Mesma área de formação porém  em diferente area de atuação! Resultado: Odiei a empresa. O ritmo é muito lento. As pessoas parecem ter dormido no tempo , perderam noção espaço , educação, mercado e não se atualizaem !!! A verdade é: empresa pública é para quem quer ritmo lento(digo muito lento) SIM!! e tb para quem consegue ser aquela pessoa ” politica” vulgo(puxa saco) porque infelizmente as coisas no setor publico para acontecer depende de quem esta no cargo. Conselho : estudem bem a empresa , perguntem se o plano de cargo Funciona de verdade, porque no meu caso, ainda teve essa: diminuiu meu salario e o plano de cargo não funciona. Enfim……O mercado privado de TI está aquecido e muitas vagas para quem quer trabalhar e é para lá que estou voltando:para onde de nunca devria ter saído !
    @e27ad1d47932989f656cae9adaf75d6d:disqus 
    Enfim…é questão de perfil de cada um!

    abraços!

    • Paula Carina

      Oi Marcia, muito obrigada por compartilhar sua experiência. Acho essa questão envolve muitas coisas, entre elas conhecimento do local onde vai trabalhar, perfil e a sua atitude. As coisas são mais lentas, mas não necessariamente sempre são lentas, isso depende muito da postura de quem quer dar sua parcela de participação para a mudança e se a pessoa realmente quer está disposta a dar sua colaboração e se o esforço vale a pena. Hoje posso dizer que todo o meu esforço valeu muito e posso ver mudanças reais. Já não vejo o serviço público com uma visão tão pessimista.
      Desejo sucesso em suas escolhas! Abraço.

  • Anonimo2011

    Olá pessoal,
    estou passando por uma situação diferente das que li por aqui.
    Fazia estágio no setor financeiro de uma empresa privada e gostava de trabalhar lá, pelo que ouvia das pessoas tinha boas possibilidades de contratação nesta empresa. 2 meses depois de iniciar o estágio, fui chamado para um concurso que tinha feito 1 ano antes, para o cargo de técnico em informática (tenho um curso técnico na área). O salário era bom e então resolvi me aventurar, mesmo trabalhando em outra área.
    Pois bem, chegando lá os chefes da instituição queriam que eu cuidasse de praticamente TODA a parte da informática da instituição. Como tenho nivel técnico, iria precisar de um tempo pra me adaptar e me integrar às tarefas adicionais (no edital pedia-se “noções”, e não conhecimentos aprofundados). No 20º dia de trabalho me chamaram e me demitiram! Alegaram que precisavam de uma pessoa com mais conhecimento na área e colocaram a culpa na instituição que fez o edital, dizendo que deveriam pedir uma prova mais dificil.As tarefas exigiam pelo menos nivel superior, pois precisavam de um gerente de T.I.O que fazer numa situação dessas? Vocês acham que cabe processo?Larguei uma oportunidade boa para entrar nessa furada..

    abraço a todos

    • Paula Carina

      Que situação difícil. Vou responder como uma profissional, como você. Eu me sentiria muito prejudicada se isso acontecesse comigo, afinal você atendia às exigências do edital. Eu procuraria um advogado para verificar a possibilidade de entrar com um processo, sem dúvidas!
      Boa sorte!

  • Anonimo2011

    Olá pessoal,
    estou passando por uma situação diferente das que li por aqui.
    Fazia estágio no setor financeiro de uma empresa privada e gostava de trabalhar lá, pelo que ouvia das pessoas tinha boas possibilidades de contratação nesta empresa. 2 meses depois de iniciar o estágio, fui chamado para um concurso que tinha feito 1 ano antes, para o cargo de técnico em informática (tenho um curso técnico na área). O salário era bom e então resolvi me aventurar, mesmo trabalhando em outra área.
    Pois bem, chegando lá os chefes da instituição queriam que eu cuidasse de praticamente TODA a parte da informática da instituição. Como tenho nivel técnico, iria precisar de um tempo pra me adaptar e me integrar às tarefas adicionais (no edital pedia-se “noções”, e não conhecimentos aprofundados). No 20º dia de trabalho me chamaram e me demitiram! Alegaram que precisavam de uma pessoa com mais conhecimento na área e colocaram a culpa na instituição que fez o edital, dizendo que deveriam pedir uma prova mais dificil.As tarefas exigiam pelo menos nivel superior, pois precisavam de um gerente de T.I.O que fazer numa situação dessas? Vocês acham que cabe processo?Larguei uma oportunidade boa para entrar nessa furada..

    abraço a todos

    • Paula Carina

      Que situação difícil. Vou responder como uma profissional, como você. Eu me sentiria muito prejudicada se isso acontecesse comigo, afinal você atendia às exigências do edital. Eu procuraria um advogado para verificar a possibilidade de entrar com um processo, sem dúvidas!
      Boa sorte!

  • Anonimo2011

    Olá pessoal,
    estou passando por uma situação diferente das que li por aqui.
    Fazia estágio no setor financeiro de uma empresa privada e gostava de trabalhar lá, pelo que ouvia das pessoas tinha boas possibilidades de contratação nesta empresa. 2 meses depois de iniciar o estágio, fui chamado para um concurso que tinha feito 1 ano antes, para o cargo de técnico em informática (tenho um curso técnico na área). O salário era bom e então resolvi me aventurar, mesmo trabalhando em outra área.
    Pois bem, chegando lá os chefes da instituição queriam que eu cuidasse de praticamente TODA a parte da informática da instituição. Como tenho nivel técnico, iria precisar de um tempo pra me adaptar e me integrar às tarefas adicionais (no edital pedia-se “noções”, e não conhecimentos aprofundados). No 20º dia de trabalho me chamaram e me demitiram! Alegaram que precisavam de uma pessoa com mais conhecimento na área e colocaram a culpa na instituição que fez o edital, dizendo que deveriam pedir uma prova mais dificil.As tarefas exigiam pelo menos nivel superior, pois precisavam de um gerente de T.I.O que fazer numa situação dessas? Vocês acham que cabe processo?Larguei uma oportunidade boa para entrar nessa furada..

    abraço a todos

    • Paula Carina

      Que situação difícil. Vou responder como uma profissional, como você. Eu me sentiria muito prejudicada se isso acontecesse comigo, afinal você atendia às exigências do edital. Eu procuraria um advogado para verificar a possibilidade de entrar com um processo, sem dúvidas!
      Boa sorte!

  • juliana

    Boa tarde!
    Fui classificada  em um concurso publico mas era somente 1 vaga!!! e o pior é que foi em 33° lugar, será que pode ocorrer de ser chamada?

    • Paula Carina

      Olá Juliana, tudo depende de qual é o cargo das necessidades e possibilidades da instituição. Atualmente, é muito comum as instituições lançarem edital para concurso com poucas vagas para não terem a obrigatoriedade de chamarem mais, pois pode acontecer algum problema no meio do caminho. Para cargos como auxiliar administrativo e técnico em informática é muito comum que sejam chamados mais aprovados do que o número de vagas.
      Boa sorte!

  • juliana

    Boa tarde!
    Fui classificada  em um concurso publico mas era somente 1 vaga!!! e o pior é que foi em 33° lugar, será que pode ocorrer de ser chamada?

    • Paula Carina

      Olá Juliana, tudo depende de qual é o cargo das necessidades e possibilidades da instituição. Atualmente, é muito comum as instituições lançarem edital para concurso com poucas vagas para não terem a obrigatoriedade de chamarem mais, pois pode acontecer algum problema no meio do caminho. Para cargos como auxiliar administrativo e técnico em informática é muito comum que sejam chamados mais aprovados do que o número de vagas.
      Boa sorte!

  • juliana

    Boa tarde!
    Fui classificada  em um concurso publico mas era somente 1 vaga!!! e o pior é que foi em 33° lugar, será que pode ocorrer de ser chamada?

    • Paula Carina

      Olá Juliana, tudo depende de qual é o cargo das necessidades e possibilidades da instituição. Atualmente, é muito comum as instituições lançarem edital para concurso com poucas vagas para não terem a obrigatoriedade de chamarem mais, pois pode acontecer algum problema no meio do caminho. Para cargos como auxiliar administrativo e técnico em informática é muito comum que sejam chamados mais aprovados do que o número de vagas.
      Boa sorte!

  • Margarida

    Tenho uma dúvida: Eu sou servidor público há dois anos e um outro concurso a qual passei está prestes a convocar candidatos. Eu tenho que pedir demissão para obter a carta de não acumulação de cargos públicos ou posso simplesmente pedir uma licença sem  vencimentos? obrigada

    • Paula Carina

      Oi Margarida. Se os dois cargos forem da mesma esfera, por exemplo, a federal, você deve pedir exoneração do emprego atual para assumir o outro. Caso um seja federal e o outro estadual você pode pedir licença e, dependendo da carga horário, até pode assumir os dois ao mesmo tempo, mas alerto que você deve consultar a legislação para ter certeza.

  • Margarida

    Tenho uma dúvida: Eu sou servidor público há dois anos e um outro concurso a qual passei está prestes a convocar candidatos. Eu tenho que pedir demissão para obter a carta de não acumulação de cargos públicos ou posso simplesmente pedir uma licença sem  vencimentos? obrigada

    • Paula Carina

      Oi Margarida. Se os dois cargos forem da mesma esfera, por exemplo, a federal, você deve pedir exoneração do emprego atual para assumir o outro. Caso um seja federal e o outro estadual você pode pedir licença e, dependendo da carga horário, até pode assumir os dois ao mesmo tempo, mas alerto que você deve consultar a legislação para ter certeza.

  • Margarida

    Tenho uma dúvida: Eu sou servidor público há dois anos e um outro concurso a qual passei está prestes a convocar candidatos. Eu tenho que pedir demissão para obter a carta de não acumulação de cargos públicos ou posso simplesmente pedir uma licença sem  vencimentos? obrigada

    • Paula Carina

      Oi Margarida. Se os dois cargos forem da mesma esfera, por exemplo, a federal, você deve pedir exoneração do emprego atual para assumir o outro. Caso um seja federal e o outro estadual você pode pedir licença e, dependendo da carga horário, até pode assumir os dois ao mesmo tempo, mas alerto que você deve consultar a legislação para ter certeza.

  • Ilvonete Henes

    Oi pessoal!Tenho lido o art. 37 da CF, mas estou com  dúvidas. Prestei concurso recentemente em duas prefeituras de municípios próximos, e obtive a 1ª colocação nos dois. Ambos são da mesma área e a  carga horária é de 20 hs em cada um. É possivel acumular os dois empregos? Grata pela atenção!

    • Paula Carina

      Ola Ilvonete, a possibilidade de assumir as duas vagas depende da legislação do município e do edital. Se o seu cargo for de dedicação exclusiva, você poderá assumir apenas um deles. 
      Abraço.

  • Ilvonete Henes

    Oi pessoal!Tenho lido o art. 37 da CF, mas estou com  dúvidas. Prestei concurso recentemente em duas prefeituras de municípios próximos, e obtive a 1ª colocação nos dois. Ambos são da mesma área e a  carga horária é de 20 hs em cada um. É possivel acumular os dois empregos? Grata pela atenção!

    • Paula Carina

      Ola Ilvonete, a possibilidade de assumir as duas vagas depende da legislação do município e do edital. Se o seu cargo for de dedicação exclusiva, você poderá assumir apenas um deles. 
      Abraço.

  • Ilvonete Henes

    Oi pessoal!Tenho lido o art. 37 da CF, mas estou com  dúvidas. Prestei concurso recentemente em duas prefeituras de municípios próximos, e obtive a 1ª colocação nos dois. Ambos são da mesma área e a  carga horária é de 20 hs em cada um. É possivel acumular os dois empregos? Grata pela atenção!

    • Paula Carina

      Ola Ilvonete, a possibilidade de assumir as duas vagas depende da legislação do município e do edital. Se o seu cargo for de dedicação exclusiva, você poderá assumir apenas um deles. 
      Abraço.

  • Wanndogo

    Olá, tenho um  cargo em comissão no setor publico e estou de licença saúde, terei alta em janeiro. Durante esse período prestei um concurso para a mesma pasta e passei, acontece que a nomeação vai sair antes de janeiro e fui informada que não posso ser nomeada e que perderei o direito do concurso por estar de licença. Isso é legal? O que posso fazer?
     

    • Paula Carina

      Olá Wanndogo, infelizmente não tenho esta informação. O maios coerente é consultar o RH da instituição onde você trabalha ou até mesmo um advogado.
      Abraço.

  • Wanndogo

    Olá, tenho um  cargo em comissão no setor publico e estou de licença saúde, terei alta em janeiro. Durante esse período prestei um concurso para a mesma pasta e passei, acontece que a nomeação vai sair antes de janeiro e fui informada que não posso ser nomeada e que perderei o direito do concurso por estar de licença. Isso é legal? O que posso fazer?
     

    • Paula Carina

      Olá Wanndogo, infelizmente não tenho esta informação. O maios coerente é consultar o RH da instituição onde você trabalha ou até mesmo um advogado.
      Abraço.

  • Wanndogo

    Olá, tenho um  cargo em comissão no setor publico e estou de licença saúde, terei alta em janeiro. Durante esse período prestei um concurso para a mesma pasta e passei, acontece que a nomeação vai sair antes de janeiro e fui informada que não posso ser nomeada e que perderei o direito do concurso por estar de licença. Isso é legal? O que posso fazer?
     

    • Paula Carina

      Olá Wanndogo, infelizmente não tenho esta informação. O maios coerente é consultar o RH da instituição onde você trabalha ou até mesmo um advogado.
      Abraço.

    • anamolinoo

      Olá Wanndogo, a licença caracteriza um impedimento e a lei 8112/94 diz que o prazo para tomar posse começa a contar após o término do impedimento. Então acredito que vc não irá perder sua nomeação.

  • Jander

    Olá Paula. Vamos lá. Sou estatutário no estado, e passei em um outro concurso do estado também, mas em outra secretaria. Sei que devo pedir exoneração desta atual, mas gostaria de saber a hora certa de pedir exoneração, pois ainda passarei por testes médicos. Jander Mendes.

    • Paula Carina

      Olá Jander, normalmente, as pessoas pedem exoneração quando são nomeadas para o cargo no novo trabalho. Pois nesse momento você ainda terá alguns dias para assumir.
      Abraço.

  • Jander

    Olá Paula. Vamos lá. Sou estatutário no estado, e passei em um outro concurso do estado também, mas em outra secretaria. Sei que devo pedir exoneração desta atual, mas gostaria de saber a hora certa de pedir exoneração, pois ainda passarei por testes médicos. Jander Mendes.

    • Paula Carina

      Olá Jander, normalmente, as pessoas pedem exoneração quando são nomeadas para o cargo no novo trabalho. Pois nesse momento você ainda terá alguns dias para assumir.
      Abraço.

  • Jander

    Olá Paula. Vamos lá. Sou estatutário no estado, e passei em um outro concurso do estado também, mas em outra secretaria. Sei que devo pedir exoneração desta atual, mas gostaria de saber a hora certa de pedir exoneração, pois ainda passarei por testes médicos. Jander Mendes.

    • Paula Carina

      Olá Jander, normalmente, as pessoas pedem exoneração quando são nomeadas para o cargo no novo trabalho. Pois nesse momento você ainda terá alguns dias para assumir.
      Abraço.

  • Poliana Vilela

    Oi Paula… me tira uma duvida. Passei em 2º lugar num concurso publico…. mais não gostaria de estar assumindo agora, pois estou trabalhando num orgão que ganha bem mais do que o concurso, eu quero muito assumir o concurso pela qual passei… pela razão de estabilidade e que o outro emprego não me oferece. O que eu faço ?
    Posso deixar de assumir o concurso pelo menos agora… preciso do salario que ganho bem por pelo menos mais uns 3 meses.

    • Paula Carina A

      Olá Poliana, alguns concursos permitem que você abra mão do cargo no momento que foi convocada e que seu nome seja colocado no final da lista. Entretanto, essa opção não lhe dá garantia de ser chamada novamente, entende? Você só será chamada se as outras pessoas desistirem ou se surgirem novas vagas. De qualquer forma, verifique se há algum artigo do edital que esclarece isso.
      Abraço.

  • Poliana Vilela

    Oi Paula… me tira uma duvida. Passei em 2º lugar num concurso publico…. mais não gostaria de estar assumindo agora, pois estou trabalhando num orgão que ganha bem mais do que o concurso, eu quero muito assumir o concurso pela qual passei… pela razão de estabilidade e que o outro emprego não me oferece. O que eu faço ?
    Posso deixar de assumir o concurso pelo menos agora… preciso do salario que ganho bem por pelo menos mais uns 3 meses.

    • Paula Carina A

      Olá Poliana, alguns concursos permitem que você abra mão do cargo no momento que foi convocada e que seu nome seja colocado no final da lista. Entretanto, essa opção não lhe dá garantia de ser chamada novamente, entende? Você só será chamada se as outras pessoas desistirem ou se surgirem novas vagas. De qualquer forma, verifique se há algum artigo do edital que esclarece isso.
      Abraço.

  • Poliana Vilela

    Oi Paula… me tira uma duvida. Passei em 2º lugar num concurso publico…. mais não gostaria de estar assumindo agora, pois estou trabalhando num orgão que ganha bem mais do que o concurso, eu quero muito assumir o concurso pela qual passei… pela razão de estabilidade e que o outro emprego não me oferece. O que eu faço ?
    Posso deixar de assumir o concurso pelo menos agora… preciso do salario que ganho bem por pelo menos mais uns 3 meses.

    • Paula Carina A

      Olá Poliana, alguns concursos permitem que você abra mão do cargo no momento que foi convocada e que seu nome seja colocado no final da lista. Entretanto, essa opção não lhe dá garantia de ser chamada novamente, entende? Você só será chamada se as outras pessoas desistirem ou se surgirem novas vagas. De qualquer forma, verifique se há algum artigo do edital que esclarece isso.
      Abraço.

  • Rodrigonune

    Boa tarde, passei em um concurso e fiu chamado somente agora, porem trabalho em setor privado, e se me perdoe a ignorancia ouvi dizer que este e obrigado a me demitir uma vez que fiu convocado! isto e verdade? ou terei que pedir demissao de meu atual emprego
    desde ja agradeço
    att rodrigo

    • Paula Carina

      Olá Rodrigo, nunca ouvi falar sobre tal obrigatoriedade. De qualquer forma consulte o RH para saber dos seus direitos. Abraço.

  • Rodrigonune

    Boa tarde, passei em um concurso e fiu chamado somente agora, porem trabalho em setor privado, e se me perdoe a ignorancia ouvi dizer que este e obrigado a me demitir uma vez que fiu convocado! isto e verdade? ou terei que pedir demissao de meu atual emprego
    desde ja agradeço
    att rodrigo

    • Paula Carina

      Olá Rodrigo, nunca ouvi falar sobre tal obrigatoriedade. De qualquer forma consulte o RH para saber dos seus direitos. Abraço.

  • Rodrigonune

    Boa tarde, passei em um concurso e fiu chamado somente agora, porem trabalho em setor privado, e se me perdoe a ignorancia ouvi dizer que este e obrigado a me demitir uma vez que fiu convocado! isto e verdade? ou terei que pedir demissao de meu atual emprego
    desde ja agradeço
    att rodrigo

    • Paula Carina

      Olá Rodrigo, nunca ouvi falar sobre tal obrigatoriedade. De qualquer forma consulte o RH para saber dos seus direitos. Abraço.

  • Cléssio

    Sou estatutário pela Prefeitura da Cidade do Rio de Janeiro a 14 anos. Neste meio tempo fiz um curso técnico em prótese dentária, mas estou com dificuldade de entrar nesse novo mercado.
    Já conquistei minha casa própria e um carro nessa função, mas gostaria de assumir mais riscos como montar meu próprio negócio.
    Existe uma maneira de propor ao Secretario de Saúde um laboratório dental para a terceira idade na minha região já que existe a demanda?
    Essa inquietação é caracterista da Geração Y, embora eu tenha 40 anos?

    • Paula Carina

      Olá Cléssio, tudo bem? Bem, acho que se existe a demanda há uma grande chance desse laboratório ser aprovado. Entretanto, você precisa elaborar um projeto e apresentar para a pessoa competente para ser avaliada a necessidade e possibilidade de criação. Abraço.

  • Cléssio

    Sou estatutário pela Prefeitura da Cidade do Rio de Janeiro a 14 anos. Neste meio tempo fiz um curso técnico em prótese dentária, mas estou com dificuldade de entrar nesse novo mercado.
    Já conquistei minha casa própria e um carro nessa função, mas gostaria de assumir mais riscos como montar meu próprio negócio.
    Existe uma maneira de propor ao Secretario de Saúde um laboratório dental para a terceira idade na minha região já que existe a demanda?
    Essa inquietação é caracterista da Geração Y, embora eu tenha 40 anos?

    • Paula Carina

      Olá Cléssio, tudo bem? Bem, acho que se existe a demanda há uma grande chance desse laboratório ser aprovado. Entretanto, você precisa elaborar um projeto e apresentar para a pessoa competente para ser avaliada a necessidade e possibilidade de criação. Abraço.

  • Cléssio

    Sou estatutário pela Prefeitura da Cidade do Rio de Janeiro a 14 anos. Neste meio tempo fiz um curso técnico em prótese dentária, mas estou com dificuldade de entrar nesse novo mercado.
    Já conquistei minha casa própria e um carro nessa função, mas gostaria de assumir mais riscos como montar meu próprio negócio.
    Existe uma maneira de propor ao Secretario de Saúde um laboratório dental para a terceira idade na minha região já que existe a demanda?
    Essa inquietação é caracterista da Geração Y, embora eu tenha 40 anos?

    • Paula Carina

      Olá Cléssio, tudo bem? Bem, acho que se existe a demanda há uma grande chance desse laboratório ser aprovado. Entretanto, você precisa elaborar um projeto e apresentar para a pessoa competente para ser avaliada a necessidade e possibilidade de criação. Abraço.

  • Didimartins2011

    qual realmente é ou quantos dias por lei tenho pra assumir um comcurso publico caso eu seja nomeado. obrigado     dario schneider 

    • Paula Carina

      Olá Dario, após a nomeação você tem até 30 dias para tomar posse, segundo o § 1o  do Art. 13 da Lei 8112. E, segundo o 
      § 1o  do Art. 15 é de 15 dias o prazo para o servidor entrar em exercício. Abraço.

  • Didimartins2011

    qual realmente é ou quantos dias por lei tenho pra assumir um comcurso publico caso eu seja nomeado. obrigado     dario schneider 

    • Paula Carina

      Olá Dario, após a nomeação você tem até 30 dias para tomar posse, segundo o § 1o  do Art. 13 da Lei 8112. E, segundo o 
      § 1o  do Art. 15 é de 15 dias o prazo para o servidor entrar em exercício. Abraço.

  • Didimartins2011

    qual realmente é ou quantos dias por lei tenho pra assumir um comcurso publico caso eu seja nomeado. obrigado     dario schneider 

    • Paula Carina

      Olá Dario, após a nomeação você tem até 30 dias para tomar posse, segundo o § 1o  do Art. 13 da Lei 8112. E, segundo o 
      § 1o  do Art. 15 é de 15 dias o prazo para o servidor entrar em exercício. Abraço.

  • Bel

    Passei em um concurso público e trabalho em uma empresa privada, pois a mesma não aceita fazer acordo e estão me coagindo a pedir demissão, gostaria de saber se existe alguma lei que me ampare neste momento.

    • Paula Carina

      Olá Bel, como você passou no concurso o interesse é seu em pedir demissão, afinal, você conseguiu um novo trabalho. Abraço.

  • Bel

    Passei em um concurso público e trabalho em uma empresa privada, pois a mesma não aceita fazer acordo e estão me coagindo a pedir demissão, gostaria de saber se existe alguma lei que me ampare neste momento.

    • Paula Carina

      Olá Bel, como você passou no concurso o interesse é seu em pedir demissão, afinal, você conseguiu um novo trabalho. Abraço.

  • Bel

    Passei em um concurso público e trabalho em uma empresa privada, pois a mesma não aceita fazer acordo e estão me coagindo a pedir demissão, gostaria de saber se existe alguma lei que me ampare neste momento.

    • Paula Carina

      Olá Bel, como você passou no concurso o interesse é seu em pedir demissão, afinal, você conseguiu um novo trabalho. Abraço.

    • Leonardo

      Bel, se a empresa está coagindo você a pedir demissão voce deveria entrar na Justiça pedindo uma ‘rescisão indireta’, pois esse eh caso clássico (a empresa forçar voce a pedir demissão em vez de demiti-la).. vale muito a pena pois eh uma grana muito alta que você teria a receber.. só a multa pela rescisão indireta é 40% do FGTS de TODO o tempo que você trabalhou na empresa ;)

  • Rildoboy

    Rildo Magalhães

  • Rildoboy

    Rildo Magalhães

  • Rildoboy

    Rildo Magalhães

  • maria araujo

    olá 
    fui convocada a tomar posse no meu novo cargo publico;porem trabalho numa empresa privada ,posso trabalhar nos dois cargos ou tenho  que pedir demisão
    help o q fazer?

    • Paula Carina

      Olá Maria, isso dependo do cargo para o qual você foi aprovada no concurso. Se ele for de dedicação exclusiva você não pode manter outro trabalho. Você pode esclarecer esta dúvida com o RH da instituição onde você vai trabalhar. Abraço.

  • maria araujo

    olá 
    fui convocada a tomar posse no meu novo cargo publico;porem trabalho numa empresa privada ,posso trabalhar nos dois cargos ou tenho  que pedir demisão
    help o q fazer?

    • Paula Carina

      Olá Maria, isso dependo do cargo para o qual você foi aprovada no concurso. Se ele for de dedicação exclusiva você não pode manter outro trabalho. Você pode esclarecer esta dúvida com o RH da instituição onde você vai trabalhar. Abraço.

  • maria araujo

    olá 
    fui convocada a tomar posse no meu novo cargo publico;porem trabalho numa empresa privada ,posso trabalhar nos dois cargos ou tenho  que pedir demisão
    help o q fazer?

    • Paula Carina

      Olá Maria, isso dependo do cargo para o qual você foi aprovada no concurso. Se ele for de dedicação exclusiva você não pode manter outro trabalho. Você pode esclarecer esta dúvida com o RH da instituição onde você vai trabalhar. Abraço.

  • Marcelo

    Realmente é um CHOQUE, principalmente em cargos municipais. Parece que você vai morrendo um pouco a cada dia. Muitos zumbis tentam sugar sua energia intelectual e tentar fazer você desaprender. Muito negativismo, tecnologia de “ponta cabeça”, derrotismo e acomodação estão presentes nestes ambientes. Salários baixos e sem chances de crescimento, a não ser que vire um puxa sacos de algum político. Quando você tenta fazer algo de novo sua chefia logo lhe fala: que bobagem isto, nunca vai dar certo! Faça do meu jeito e pronto.

    Marcelo

    Funcionário Público da Prefeitura Municipal de Rio Grande/RS

    • Katiusca Arruda

      Olá Marcelo,

      me identifiquei muito com o que escreveu, porém, não acho que isso aconteça mais em cargos municipais. Penso que todo órgão público tem várias coisas ruins. Eu sou funcionária pública estadual e não vejo a hora de largar tudo isso. Vivo cercada de inveja, fofocas, negativismo e pessoas que pararam no tempo. Ontem mesmo recebi a resposta de que não podemos atualizar o site da secretaria, mesmo todos percebendo que isso precisa ser feito urgentemente. Enquanto isso, vou levando e não desisto dos concursos, mas pretendo passar em um federal, só pelo salário.

      Katiusca

  • Marcelo

    Realmente é um CHOQUE, principalmente em cargos municipais. Parece que você vai morrendo um pouco a cada dia. Muitos zumbis tentam sugar sua energia intelectual e tentar fazer você desaprender. Muito negativismo, tecnologia de “ponta cabeça”, derrotismo e acomodação estão presentes nestes ambientes. Salários baixos e sem chances de crescimento, a não ser que vire um puxa sacos de algum político. Quando você tenta fazer algo de novo sua chefia logo lhe fala: que bobagem isto, nunca vai dar certo! Faça do meu jeito e pronto.

    Marcelo

    Funcionário Público da Prefeitura Municipal de Rio Grande/RS

    • Katiusca Arruda

      Olá Marcelo,

      me identifiquei muito com o que escreveu, porém, não acho que isso aconteça mais em cargos municipais. Penso que todo órgão público tem várias coisas ruins. Eu sou funcionária pública estadual e não vejo a hora de largar tudo isso. Vivo cercada de inveja, fofocas, negativismo e pessoas que pararam no tempo. Ontem mesmo recebi a resposta de que não podemos atualizar o site da secretaria, mesmo todos percebendo que isso precisa ser feito urgentemente. Enquanto isso, vou levando e não desisto dos concursos, mas pretendo passar em um federal, só pelo salário.

      Katiusca

  • Marcelo

    Realmente é um CHOQUE, principalmente em cargos municipais. Parece que você vai morrendo um pouco a cada dia. Muitos zumbis tentam sugar sua energia intelectual e tentar fazer você desaprender. Muito negativismo, tecnologia de “ponta cabeça”, derrotismo e acomodação estão presentes nestes ambientes. Salários baixos e sem chances de crescimento, a não ser que vire um puxa sacos de algum político. Quando você tenta fazer algo de novo sua chefia logo lhe fala: que bobagem isto, nunca vai dar certo! Faça do meu jeito e pronto.

    Marcelo

    Funcionário Público da Prefeitura Municipal de Rio Grande/RS

    • Katiusca Arruda

      Olá Marcelo,

      me identifiquei muito com o que escreveu, porém, não acho que isso aconteça mais em cargos municipais. Penso que todo órgão público tem várias coisas ruins. Eu sou funcionária pública estadual e não vejo a hora de largar tudo isso. Vivo cercada de inveja, fofocas, negativismo e pessoas que pararam no tempo. Ontem mesmo recebi a resposta de que não podemos atualizar o site da secretaria, mesmo todos percebendo que isso precisa ser feito urgentemente. Enquanto isso, vou levando e não desisto dos concursos, mas pretendo passar em um federal, só pelo salário.

      Katiusca

  • Jeronimo

    passei em concurso que exige ensino médio e técnico na Área ou experiencia, porem não tenho nem experiencia nem técnico na área, será que não poderei assumir o cargo?

    • Paula Carina

      Olá Jeronimo, se essas eram exigências do edital, você não poderá assumir o cargo. Por isso é tão importante observar o edital antes de realizar um concurso público. Abraço

  • Jeronimo

    passei em concurso que exige ensino médio e técnico na Área ou experiencia, porem não tenho nem experiencia nem técnico na área, será que não poderei assumir o cargo?

    • Paula Carina

      Olá Jeronimo, se essas eram exigências do edital, você não poderá assumir o cargo. Por isso é tão importante observar o edital antes de realizar um concurso público. Abraço

  • Jeronimo

    passei em concurso que exige ensino médio e técnico na Área ou experiencia, porem não tenho nem experiencia nem técnico na área, será que não poderei assumir o cargo?

    • Paula Carina

      Olá Jeronimo, se essas eram exigências do edital, você não poderá assumir o cargo. Por isso é tão importante observar o edital antes de realizar um concurso público. Abraço

  • Emanuelaeary

    ola,eu hoje moro  norio,trabalho numa empresa hoje,,e passei noconcurso no ceara;.quando tempo eu tenho para comparecer,,na gestão?

  • Emanuelaeary

    ola,eu hoje moro  norio,trabalho numa empresa hoje,,e passei noconcurso no ceara;.quando tempo eu tenho para comparecer,,na gestão?

  • Emanuelaeary

    ola,eu hoje moro  norio,trabalho numa empresa hoje,,e passei noconcurso no ceara;.quando tempo eu tenho para comparecer,,na gestão?

  • Meneses

    Boa Tarde, Gostaria de tirar uma duvida. Eu tenho uma Empresa Individual, uma Consultoria Empresarial. Caso eu passe em um concurso público eu posso ter alguma implicação (posso não ser chamado)?

  • Meneses

    Boa Tarde, Gostaria de tirar uma duvida. Eu tenho uma Empresa Individual, uma Consultoria Empresarial. Caso eu passe em um concurso público eu posso ter alguma implicação (posso não ser chamado)?

  • Meneses

    Boa Tarde, Gostaria de tirar uma duvida. Eu tenho uma Empresa Individual, uma Consultoria Empresarial. Caso eu passe em um concurso público eu posso ter alguma implicação (posso não ser chamado)?

  • Fabiano_1678

    primeiramente parabéns pelo seu blog.bom minha pergunta é quero fazer o concurso publico mas caso eu passe eu não tenho experiencia no cargo mas tenho diploma referente ao cargo.sera que se passar eu consigo assumir o cargo?desde já eu agradeço.

  • Fabiano_1678

    primeiramente parabéns pelo seu blog.bom minha pergunta é quero fazer o concurso publico mas caso eu passe eu não tenho experiencia no cargo mas tenho diploma referente ao cargo.sera que se passar eu consigo assumir o cargo?desde já eu agradeço.

  • Fabiano_1678

    primeiramente parabéns pelo seu blog.bom minha pergunta é quero fazer o concurso publico mas caso eu passe eu não tenho experiencia no cargo mas tenho diploma referente ao cargo.sera que se passar eu consigo assumir o cargo?desde já eu agradeço.

  • Bruno Silva Pinheiro

    Bom, primeiramente parabéns por seu blog, vem ajudando muito a sociedade. Passei em um concurso público exigindo certificado de nível médio e de CURSO PROFISSIONALIZANTE DE TÉCNICO EM INFORMATICA. Não tenho esse curso, que no MEC informa carga horaria de 1000 h, porém tem outros curso de aperfeiçoamento profissional somando ao todo 270 h e três anos de experiência na área comprovado em carteira de trabalho. Existe alguma possibilidade de conseguir meu ingresso no serviços público com minha condição.

    Obrigado.

  • Bruno Silva Pinheiro

    Bom, primeiramente parabéns por seu blog, vem ajudando muito a sociedade. Passei em um concurso público exigindo certificado de nível médio e de CURSO PROFISSIONALIZANTE DE TÉCNICO EM INFORMATICA. Não tenho esse curso, que no MEC informa carga horaria de 1000 h, porém tem outros curso de aperfeiçoamento profissional somando ao todo 270 h e três anos de experiência na área comprovado em carteira de trabalho. Existe alguma possibilidade de conseguir meu ingresso no serviços público com minha condição.

    Obrigado.

  • Bruno Silva Pinheiro

    Bom, primeiramente parabéns por seu blog, vem ajudando muito a sociedade. Passei em um concurso público exigindo certificado de nível médio e de CURSO PROFISSIONALIZANTE DE TÉCNICO EM INFORMATICA. Não tenho esse curso, que no MEC informa carga horaria de 1000 h, porém tem outros curso de aperfeiçoamento profissional somando ao todo 270 h e três anos de experiência na área comprovado em carteira de trabalho. Existe alguma possibilidade de conseguir meu ingresso no serviços público com minha condição.

    Obrigado.

  • http://www.facebook.com/gilbercley Gilbercley Sá

     Passei em um concurso público pra uma prefeitura pro cargo de Instrutor de Informática, nível médio que exigia Curso técnico em Informática. Tenho cursos nessa áreas como Montagem, Manutenção e Configuração de Micros, Operador de Micro. Tenho uma vasta experiência nessa área, já trabalhei pro Governo Federal, Governo Estadual e já trabalhei pra essa mesma prefeitura nesse mesmo cargo como contratado.
    O MEC informa que não inspeciona ou certifica cursos de Informática, somente em Nível Superior e Tecnólogos(superior com menor tempo), esses cursos dados por empresas privadas não são reconhecidos pelo MEC, ou seja, a carga horária e suas especificações não são predefinidas em nenhum lugar.

    Pra mim assumir meu cargo, quais as especificações desse “CURSO TÉCNICO EM INFORMÁTICA”? Há alguma especificação de carga horária de curso ou algo assim?

  • http://www.facebook.com/gilbercley Gilbercley Sá

     Passei em um concurso público pra uma prefeitura pro cargo de Instrutor de Informática, nível médio que exigia Curso técnico em Informática. Tenho cursos nessa áreas como Montagem, Manutenção e Configuração de Micros, Operador de Micro. Tenho uma vasta experiência nessa área, já trabalhei pro Governo Federal, Governo Estadual e já trabalhei pra essa mesma prefeitura nesse mesmo cargo como contratado.
    O MEC informa que não inspeciona ou certifica cursos de Informática, somente em Nível Superior e Tecnólogos(superior com menor tempo), esses cursos dados por empresas privadas não são reconhecidos pelo MEC, ou seja, a carga horária e suas especificações não são predefinidas em nenhum lugar.

    Pra mim assumir meu cargo, quais as especificações desse “CURSO TÉCNICO EM INFORMÁTICA”? Há alguma especificação de carga horária de curso ou algo assim?

  • http://www.facebook.com/gilbercley Gilbercley Sá

     Passei em um concurso público pra uma prefeitura pro cargo de Instrutor de Informática, nível médio que exigia Curso técnico em Informática. Tenho cursos nessa áreas como Montagem, Manutenção e Configuração de Micros, Operador de Micro. Tenho uma vasta experiência nessa área, já trabalhei pro Governo Federal, Governo Estadual e já trabalhei pra essa mesma prefeitura nesse mesmo cargo como contratado.
    O MEC informa que não inspeciona ou certifica cursos de Informática, somente em Nível Superior e Tecnólogos(superior com menor tempo), esses cursos dados por empresas privadas não são reconhecidos pelo MEC, ou seja, a carga horária e suas especificações não são predefinidas em nenhum lugar.

    Pra mim assumir meu cargo, quais as especificações desse “CURSO TÉCNICO EM INFORMÁTICA”? Há alguma especificação de carga horária de curso ou algo assim?

    • Leonardo

      Curso técnico em informática são os Tecnólogos ;)

  • Orietta Coimbra

    Olá! Se alguém puder esclarecer minha dúvida eu agradeço. 

    Meu namorado passou em um concurso federal (caixa econômica) e foi convocado para assumir agora. O problema é que no momento ele não mora mais na cidade pra qual prestou o concurso e ainda está no início do mestrado. Qual a chance da instituição aceitar que ele fique na cidade atual, tentando conciliar o mestrado com o emprego? Existe uma forma legal dele conseguir isso?

    Att,
    Orietta.

  • Orietta Coimbra

    Olá! Se alguém puder esclarecer minha dúvida eu agradeço. 

    Meu namorado passou em um concurso federal (caixa econômica) e foi convocado para assumir agora. O problema é que no momento ele não mora mais na cidade pra qual prestou o concurso e ainda está no início do mestrado. Qual a chance da instituição aceitar que ele fique na cidade atual, tentando conciliar o mestrado com o emprego? Existe uma forma legal dele conseguir isso?

    Att,
    Orietta.

  • Orietta Coimbra

    Olá! Se alguém puder esclarecer minha dúvida eu agradeço. 

    Meu namorado passou em um concurso federal (caixa econômica) e foi convocado para assumir agora. O problema é que no momento ele não mora mais na cidade pra qual prestou o concurso e ainda está no início do mestrado. Qual a chance da instituição aceitar que ele fique na cidade atual, tentando conciliar o mestrado com o emprego? Existe uma forma legal dele conseguir isso?

    Att,
    Orietta.

  • Renata Felipe Naldo

    passei em 1lugar em um concurso público, queria saber se posso passar o meu concurso para outra pessoa?

    • http://gustavopinto.org/ Gustavo Pinto

      sim, claro. desde que essa outra pessoa seja você mesmo.

    • http://www.facebook.com/grochasouza Grinys Rocha Souza

      Fala sério!

    • Zoltan

      Pode sim. Coloca a sua mãe lá.

  • Renata Felipe Naldo

    passei em 1lugar em um concurso público, queria saber se posso passar o meu concurso para outra pessoa?

  • Renata Felipe Naldo

    passei em 1lugar em um concurso público, queria saber se posso passar o meu concurso para outra pessoa?

  • maxhemyliano marques

    Olá, Paula Carina, você ainda está aceitando responder às perguntas nesse post? Estou com uma dúvida que precisa de uma resposta urgente.

  • maxhemyliano marques

    Olá, Paula Carina, você ainda está aceitando responder às perguntas nesse post? Estou com uma dúvida que precisa de uma resposta urgente.

  • maxhemyliano marques

    Olá, Paula Carina, você ainda está aceitando responder às perguntas nesse post? Estou com uma dúvida que precisa de uma resposta urgente.

  • Andre Angeleli

    Olá Paula Carina,

    Estou com uma grande dúvida no momento: entrar em programas de trainee ou prestar concursos públicos.Venho me preparando há cerca de 3 anos para trainee. Até fiz intercâmbio. Porém, há uma grande concorrência, stress e a fama é de as empresas sugarem muito esses novos profissionais. 
    Eu particularmente nunca ponderei empresas públicas por não me identificar em passar 20 anos na mesma empresa, com o mesmo cargo e trabalhando com as mesmas pessoas. Para mim isso soava como algo muito monótono.
    Descobri rescentemente sobre os planos de carreira. Observei que há aumento na remuneração por tempo de casa e por desempenho atrelado a nota. Contudo, não encontrei nada que mencionasse os termos para promoção de cargos/nível. Acontece se, e somente se, o superior aposenta? como isso funciona?
    Tenho ânseio não só por bom salário mas também por crescimento de responsabilidades dentro da empresa.

    Muito obrigado desde já!

  • Andre Angeleli

    Olá Paula Carina,

    Estou com uma grande dúvida no momento: entrar em programas de trainee ou prestar concursos públicos.Venho me preparando há cerca de 3 anos para trainee. Até fiz intercâmbio. Porém, há uma grande concorrência, stress e a fama é de as empresas sugarem muito esses novos profissionais. 
    Eu particularmente nunca ponderei empresas públicas por não me identificar em passar 20 anos na mesma empresa, com o mesmo cargo e trabalhando com as mesmas pessoas. Para mim isso soava como algo muito monótono.
    Descobri rescentemente sobre os planos de carreira. Observei que há aumento na remuneração por tempo de casa e por desempenho atrelado a nota. Contudo, não encontrei nada que mencionasse os termos para promoção de cargos/nível. Acontece se, e somente se, o superior aposenta? como isso funciona?
    Tenho ânseio não só por bom salário mas também por crescimento de responsabilidades dentro da empresa.

    Muito obrigado desde já!

  • Alex Werneck

    Estou estudando para um concurso
    público e gostaria de saber, caso eu seja aprovado e convocado, se a empresa
    privada onde eu trabalho, já há seis anos, é obrigada a me demitir, ou se eu
    devo pedir demissão.

    Agradeço desde já pela resposta.

    • Elisande

      Não é a empresa que quer lhe demitir e sim você que quer sair, portanto, você é que tem que pedir demissão. Há empresas que fazem acordo, eu mesma quando passei em meu primeiro concurso, trabalhava em empresa privada e foi feito acordo.

  • Abrahão Levy Peres Souza

    acabei de assinar minha carteira e passei em um concurso publico , e agora?

  • Eder

    Se Uma pessoa que trabalha concursada de auxiliar de farmácia (36H) em um municipio, pode trabalhar de farmacêutico tbem concursado (20H) em outro municipio? acumular dois cargos se o horario permitir? que problemas podem acontecer para esse individuo?

  • higo sousa

    Eu passei em concurso publico e estou fazendo faculdade, e agora posso fazer as duas coisas ou tenho que escolher um dos 2?

  • Danilo T. Camilo

    Olá!

    Fui convocado por um órgão e estou em período de experiência no meu atual trabalho. Com o meu pedido de demissão, vou perder todos os valores para o pagamento das multas recisórias?

  • Barbara

    Bom dia, estou com uma dúvida e gostaria de saber se alguém poderia me ajudar… Fiz o concurso da CEF para cadastro reserva e me classifiquei, mas acho que não serei chamada logo nos primeiros meses. Se for convocada para tomar posse e estiver viajando, como proceder? Posso deixar uma procuração para algum familiar?
    Obrigada e fico no aguardo de alguma ajuda!

    • Claudio

      Pode, mas voce ficará no final da fila. Fala sério, neguim faz concurso publico, é aprovada e pensa em viajar, espere ser convocada e vá nas férias.

  • Pedro

    Bom dia gente, eu queria saber o seguinte, eu tenho 17 anos entrei e na empresa onde eu trabalho como Jovem aprendiz, e logo fui contratado (tive que me emancipar) e estou feliz aonde eu trabalho, porem depois de terminar o 3º ano do ensino médio tenho o desejo de conseguir fazer algum concurso publico mas para trabalhar na minha cidade, porem não sei qual são os melhores tipos de concurso ex: correios inss prefeitura… e o que fazer se eu fosse aprovado mas pra trabalhar em outra cidade tem como pedir pra me mudarem de volta pra minha cidade?

  • Elaine

    Tenho uma dúvida. Quando for chamada para o concurso, peço demissão do atual trabalho, porem tenho que cumprir aviso pérvio. Pergunta: não cumpro o aviso e sofro esse prejuízo, ou tem alguma lei que me assegura o direito de cumprir o aviso e depois me apresentar para a posse?
    Obrigada

  • jorge

    Pessoas trabalho em uma prefeitura da região metropolitana de porto alegre fui contratado pra escriturário mas fico somente arquivando papel isso está me desagradando muito pois sei do meu potencial afinal passei em décimo nesse concurso. Estou super insatisfeito. Ganho 1500 somente mas tem o benefício de trabalhar somente 30horas semanais. Me dêem alguma dica sobre q devo fazer???

  • Willian Henrique Dutra

    Depois de dois anos de carreira no setor, em cargo operacional e tático, me sinto frustrado. Infelizmente o Estado é aparelhado pelos partidos que estão no poder de governo…

  • http://naeradainformacao.blogspot.com Paula Carina

    Obrigada pelo comentário Jefferson. Essa não será uma decisão fácil! Acredito que o melhor a fazer é ponderar e levar em conta quais são suas perspectivas de futuro, o que você espera de um trabalho e qual o retorno que uma ou outra opção trará para você e sua carreira. Faça uma análise de conjuntura das duas situações: assumir a vaga no serviço público ou abrir sua própria empresa. Lembre-se que seja qual for sua escolha você encontrará muitos desafios, mas será muito melhor superá-los se você estiver fazendo o que gosta e satisfeito com sua carreira.

    Abraço!

  • http://naeradainformacao.blogspot.com Paula Carina

    Obrigada pelo comentário Jefferson. Essa não será uma decisão fácil! Acredito que o melhor a fazer é ponderar e levar em conta quais são suas perspectivas de futuro, o que você espera de um trabalho e qual o retorno que uma ou outra opção trará para você e sua carreira. Faça uma análise de conjuntura das duas situações: assumir a vaga no serviço público ou abrir sua própria empresa. Lembre-se que seja qual for sua escolha você encontrará muitos desafios, mas será muito melhor superá-los se você estiver fazendo o que gosta e satisfeito com sua carreira.

    Abraço!

  • http://naeradainformacao.blogspot.com Paula Carina

    Obrigada pelo comentário Jefferson. Essa não será uma decisão fácil! Acredito que o melhor a fazer é ponderar e levar em conta quais são suas perspectivas de futuro, o que você espera de um trabalho e qual o retorno que uma ou outra opção trará para você e sua carreira. Faça uma análise de conjuntura das duas situações: assumir a vaga no serviço público ou abrir sua própria empresa. Lembre-se que seja qual for sua escolha você encontrará muitos desafios, mas será muito melhor superá-los se você estiver fazendo o que gosta e satisfeito com sua carreira.

    Abraço!

  • http://naeradainformacao.blogspot.com Paula Carina

    Gustavo, concordo com você, há inúmeras semelhanças entre os setores público e privado. Muito válida a sua lembrança sobre a Receita Federal, além desse exemplo existem vários outros que vem buscando diferencial e investem em novidades, tecnologia e no capital humano.

    A escolha de onde trabalhar é muito importante, precisamos planejar nossa carreira, como já foi falado aqui mesmo no blog. Entretanto, podemos errar em nossas escolhas, nesse caso acho que vale um pouco de esforço e dedicação. É importante mostrar que é possível mudar e para melhor, cabe ao novo profissional buscar a inovação, empreender e ajudar a melhorar o seu local de trabalho quando for preciso.

    Obrigada por sua contribuição!

  • http://naeradainformacao.blogspot.com Paula Carina

    Gustavo, concordo com você, há inúmeras semelhanças entre os setores público e privado. Muito válida a sua lembrança sobre a Receita Federal, além desse exemplo existem vários outros que vem buscando diferencial e investem em novidades, tecnologia e no capital humano.

    A escolha de onde trabalhar é muito importante, precisamos planejar nossa carreira, como já foi falado aqui mesmo no blog. Entretanto, podemos errar em nossas escolhas, nesse caso acho que vale um pouco de esforço e dedicação. É importante mostrar que é possível mudar e para melhor, cabe ao novo profissional buscar a inovação, empreender e ajudar a melhorar o seu local de trabalho quando for preciso.

    Obrigada por sua contribuição!

  • http://naeradainformacao.blogspot.com Paula Carina

    Gustavo, concordo com você, há inúmeras semelhanças entre os setores público e privado. Muito válida a sua lembrança sobre a Receita Federal, além desse exemplo existem vários outros que vem buscando diferencial e investem em novidades, tecnologia e no capital humano.

    A escolha de onde trabalhar é muito importante, precisamos planejar nossa carreira, como já foi falado aqui mesmo no blog. Entretanto, podemos errar em nossas escolhas, nesse caso acho que vale um pouco de esforço e dedicação. É importante mostrar que é possível mudar e para melhor, cabe ao novo profissional buscar a inovação, empreender e ajudar a melhorar o seu local de trabalho quando for preciso.

    Obrigada por sua contribuição!

Leia Tambem...

Logo

Um espaço para expressão de ideias, experiências, estudos, leituras, vivências e aprendizados. Trazendo um olhar jovem e único sobre os diversos temas existentes no dia a dia profissional e pessoal.

Siga-nos no...

AUTORES