Comentarios

  • http://twitter.com/edergobbi Eder Gobbi

    Geração Y = Feedback

    Feedback = Moda (em T.I.)

    Então.. Nós estamos na moda? :D

  • http://twitter.com/edergobbi Eder Gobbi

    Geração Y = Feedback

    Feedback = Moda (em T.I.)

    Então.. Nós estamos na moda? :D

  • http://twitter.com/edergobbi Eder Gobbi

    Geração Y = Feedback

    Feedback = Moda (em T.I.)

    Então.. Nós estamos na moda? :D

  • http://twitter.com/edergobbi Eder Gobbi

    Ah claro, tava esquecendo: Parabéns pelo post!
    Como sempre, gostoso de ler. Vou distribuir na minha rede e aqui na empresa! ;c)

  • http://twitter.com/edergobbi Eder Gobbi

    Ah claro, tava esquecendo: Parabéns pelo post!
    Como sempre, gostoso de ler. Vou distribuir na minha rede e aqui na empresa! ;c)

  • http://twitter.com/edergobbi Eder Gobbi

    Ah claro, tava esquecendo: Parabéns pelo post!
    Como sempre, gostoso de ler. Vou distribuir na minha rede e aqui na empresa! ;c)

  • http://naeradainformacao.blogspot.com Paula Carina de Araújo

    Quando leio os texto aqui publicados, encontro respostas para minha dúvidas, anseios, questionamentos…
    Tenho passado exatamente por essa situação, o discurso não condiz com a prática e isso me revolta muito.

    Concordo que precisamos tentar reverter a situação, expondo nossas opiniões de forma clara. Não se deve desistir no primeiro tropesso ou na primeira decepção. Muitas vezes em nossa atuação profissional sentimos que temos muito a fazer pelos processos e pelo lugar onde estamos trabalhando, entretanto não somos valorizados ou somos mal interpretados. Se suas tentativas não tiverem efeito nenhum, deve-se procurar um novo lugar para trabalhar, enfrentar novos desafios!

    Parabéns pelos posts!

    Bj

    • http://www.tossulino.com Guilherme Tossulino

      Eder,

      Estamos no ano do feedback e não é por isso ser moda. Mas sim, por cada vez mais a Geração Y se fazer notável.

      As empresas não sabem ainda dar o feedback que os jovens precisam. Estão aos poucos tentanto se adaptar.

      Em TI a Geração Y é maioria e essa é a razão de você identificar tão facilmente o feedback.

      Obrigado pelos comentários, pelas participações e contribuições.

      • http://www.tossulino.com Guilherme Tossulino

        Oi Paula,

        Isso é sinal que você é uma típica integrante da Geração Y. Acho que esse feedback nos mostra o quanto estamos no caminho certo. Nossa idéia com o Minha Carreira é justamente tentar passar para quem lê aquilo que vivemos no dia-a-dia. Essa troca de experiências é muito valiosa e melhora ainda mais nossos posts.

        Obrigado pelo comentário. Suas conclusões estão corretas. A busca por novos desafios é sempre um desafio também.

  • http://naeradainformacao.blogspot.com Paula Carina de Araújo

    Quando leio os texto aqui publicados, encontro respostas para minha dúvidas, anseios, questionamentos…
    Tenho passado exatamente por essa situação, o discurso não condiz com a prática e isso me revolta muito.

    Concordo que precisamos tentar reverter a situação, expondo nossas opiniões de forma clara. Não se deve desistir no primeiro tropesso ou na primeira decepção. Muitas vezes em nossa atuação profissional sentimos que temos muito a fazer pelos processos e pelo lugar onde estamos trabalhando, entretanto não somos valorizados ou somos mal interpretados. Se suas tentativas não tiverem efeito nenhum, deve-se procurar um novo lugar para trabalhar, enfrentar novos desafios!

    Parabéns pelos posts!

    Bj

    • http://www.tossulino.com Guilherme Tossulino

      Eder,

      Estamos no ano do feedback e não é por isso ser moda. Mas sim, por cada vez mais a Geração Y se fazer notável.

      As empresas não sabem ainda dar o feedback que os jovens precisam. Estão aos poucos tentanto se adaptar.

      Em TI a Geração Y é maioria e essa é a razão de você identificar tão facilmente o feedback.

      Obrigado pelos comentários, pelas participações e contribuições.

      • http://www.tossulino.com Guilherme Tossulino

        Oi Paula,

        Isso é sinal que você é uma típica integrante da Geração Y. Acho que esse feedback nos mostra o quanto estamos no caminho certo. Nossa idéia com o Minha Carreira é justamente tentar passar para quem lê aquilo que vivemos no dia-a-dia. Essa troca de experiências é muito valiosa e melhora ainda mais nossos posts.

        Obrigado pelo comentário. Suas conclusões estão corretas. A busca por novos desafios é sempre um desafio também.

  • http://naeradainformacao.blogspot.com Paula Carina de Araújo

    Quando leio os texto aqui publicados, encontro respostas para minha dúvidas, anseios, questionamentos…
    Tenho passado exatamente por essa situação, o discurso não condiz com a prática e isso me revolta muito.

    Concordo que precisamos tentar reverter a situação, expondo nossas opiniões de forma clara. Não se deve desistir no primeiro tropesso ou na primeira decepção. Muitas vezes em nossa atuação profissional sentimos que temos muito a fazer pelos processos e pelo lugar onde estamos trabalhando, entretanto não somos valorizados ou somos mal interpretados. Se suas tentativas não tiverem efeito nenhum, deve-se procurar um novo lugar para trabalhar, enfrentar novos desafios!

    Parabéns pelos posts!

    Bj

    • http://www.tossulino.com Guilherme Tossulino

      Eder,

      Estamos no ano do feedback e não é por isso ser moda. Mas sim, por cada vez mais a Geração Y se fazer notável.

      As empresas não sabem ainda dar o feedback que os jovens precisam. Estão aos poucos tentanto se adaptar.

      Em TI a Geração Y é maioria e essa é a razão de você identificar tão facilmente o feedback.

      Obrigado pelos comentários, pelas participações e contribuições.

      • http://www.tossulino.com Guilherme Tossulino

        Oi Paula,

        Isso é sinal que você é uma típica integrante da Geração Y. Acho que esse feedback nos mostra o quanto estamos no caminho certo. Nossa idéia com o Minha Carreira é justamente tentar passar para quem lê aquilo que vivemos no dia-a-dia. Essa troca de experiências é muito valiosa e melhora ainda mais nossos posts.

        Obrigado pelo comentário. Suas conclusões estão corretas. A busca por novos desafios é sempre um desafio também.

  • http://blog.rafaelleite.com.br Rafael Leite

    Excelente assunto! E vale para qualquer geração, senhores líderes! Assim como na educação dos filhos, exemplo e coerência são posturas das mais importantes.

    No De Cabeceira postamos sobre o livro Peopleware, um livro ótimo para quem quer aprender sobre alguns problemas clássicos nas equipes e empresas (para evitá-los sem ter que sofrer por anos a fio) ou para aqueles que precisam de uma justificativa com referência bibliográfica para o chefe (bom presente de aniversário para ele!).

    Parabéns pelo blog, gostei!

  • http://blog.rafaelleite.com.br Rafael Leite

    Excelente assunto! E vale para qualquer geração, senhores líderes! Assim como na educação dos filhos, exemplo e coerência são posturas das mais importantes.

    No De Cabeceira postamos sobre o livro Peopleware, um livro ótimo para quem quer aprender sobre alguns problemas clássicos nas equipes e empresas (para evitá-los sem ter que sofrer por anos a fio) ou para aqueles que precisam de uma justificativa com referência bibliográfica para o chefe (bom presente de aniversário para ele!).

    Parabéns pelo blog, gostei!

  • http://blog.rafaelleite.com.br Rafael Leite

    Excelente assunto! E vale para qualquer geração, senhores líderes! Assim como na educação dos filhos, exemplo e coerência são posturas das mais importantes.

    No De Cabeceira postamos sobre o livro Peopleware, um livro ótimo para quem quer aprender sobre alguns problemas clássicos nas equipes e empresas (para evitá-los sem ter que sofrer por anos a fio) ou para aqueles que precisam de uma justificativa com referência bibliográfica para o chefe (bom presente de aniversário para ele!).

    Parabéns pelo blog, gostei!

  • Ana Rubia Zacheo Rodrigues

    O alinhamento do discurso com a prática é a transparência da empresa. Muitas empresas já adotam a gestão por competências, avaliações de desempenho, pensam em gestão do conhecimento a fim de entender como manter os talentos. Sabe-se que o turnover é um indicador negativo para a empresa e o investimento para se conseguir um talento e formá-lo é alto. Devido a isso fica o alerta. Então se as empresas compreendem as novas necessidades e características desse público, fica mais fácil encontrar formas de atendê-lo. Formas que devem passar por constante avaliação e tranformação.

  • Ana Rubia Zacheo Rodrigues

    O alinhamento do discurso com a prática é a transparência da empresa. Muitas empresas já adotam a gestão por competências, avaliações de desempenho, pensam em gestão do conhecimento a fim de entender como manter os talentos. Sabe-se que o turnover é um indicador negativo para a empresa e o investimento para se conseguir um talento e formá-lo é alto. Devido a isso fica o alerta. Então se as empresas compreendem as novas necessidades e características desse público, fica mais fácil encontrar formas de atendê-lo. Formas que devem passar por constante avaliação e tranformação.

  • Ana Rubia Zacheo Rodrigues

    O alinhamento do discurso com a prática é a transparência da empresa. Muitas empresas já adotam a gestão por competências, avaliações de desempenho, pensam em gestão do conhecimento a fim de entender como manter os talentos. Sabe-se que o turnover é um indicador negativo para a empresa e o investimento para se conseguir um talento e formá-lo é alto. Devido a isso fica o alerta. Então se as empresas compreendem as novas necessidades e características desse público, fica mais fácil encontrar formas de atendê-lo. Formas que devem passar por constante avaliação e tranformação.

  • Pingback: Passei no concurso público, e agora? | Minha Carreira

  • Pingback: Passei no concurso público, e agora? | Minha Carreira

  • Pingback: Passei no concurso público, e agora? | Minha Carreira

  • Pingback: A Geração Y e a carreira pública | Minha Carreira

  • Pingback: A Geração Y e a carreira pública | Minha Carreira

  • Pingback: A Geração Y e a carreira pública | Minha Carreira

  • Pingback: Twitter Trackbacks for Geração Y exige coerência entre discurso e prática | Minha Carreira [minhacarreira.com] on Topsy.com

  • Pingback: Twitter Trackbacks for Geração Y exige coerência entre discurso e prática | Minha Carreira [minhacarreira.com] on Topsy.com

  • Pingback: Twitter Trackbacks for Geração Y exige coerência entre discurso e prática | Minha Carreira [minhacarreira.com] on Topsy.com

  • Diego

    Oi Guilherme, muito bons os textos sobre Geração Y. Estou fazendo um trabalho da faculdade e escolhi o assunto por ser mto atual. Achei mta coisa interessante no teu blog. Gostaria de saber se existe um site que me recomendarias. Neste trabalho o que contará mto é a criatividade na apresentação, acredito que não será tao difícil unir esse assunto a criatividade, contudo, por um acaso terias alguma sugestão? Novamente, parabéns pela forma que colocaram os assunto sobre nossa geração. Forte abraço aqui de Porto Alegre/RS!

    • Guilherme Tossulino

      Oi Diego,

      Obrigado pelo comentário. Recomendo o blog Foco em Gerações (www.focoemgeracoes.com) do Grupo Foco e o site do Sidnei Oliveira (www.sidneioliveira.com), que inclusive possui um livro abordando o tema Geração Y.

      Um abraço e continue participando.

  • Diego

    Oi Guilherme, muito bons os textos sobre Geração Y. Estou fazendo um trabalho da faculdade e escolhi o assunto por ser mto atual. Achei mta coisa interessante no teu blog. Gostaria de saber se existe um site que me recomendarias. Neste trabalho o que contará mto é a criatividade na apresentação, acredito que não será tao difícil unir esse assunto a criatividade, contudo, por um acaso terias alguma sugestão? Novamente, parabéns pela forma que colocaram os assunto sobre nossa geração. Forte abraço aqui de Porto Alegre/RS!

    • Guilherme Tossulino

      Oi Diego,

      Obrigado pelo comentário. Recomendo o blog Foco em Gerações (www.focoemgeracoes.com) do Grupo Foco e o site do Sidnei Oliveira (www.sidneioliveira.com), que inclusive possui um livro abordando o tema Geração Y.

      Um abraço e continue participando.

  • Diego

    Oi Guilherme, muito bons os textos sobre Geração Y. Estou fazendo um trabalho da faculdade e escolhi o assunto por ser mto atual. Achei mta coisa interessante no teu blog. Gostaria de saber se existe um site que me recomendarias. Neste trabalho o que contará mto é a criatividade na apresentação, acredito que não será tao difícil unir esse assunto a criatividade, contudo, por um acaso terias alguma sugestão? Novamente, parabéns pela forma que colocaram os assunto sobre nossa geração. Forte abraço aqui de Porto Alegre/RS!

    • Guilherme Tossulino

      Oi Diego,

      Obrigado pelo comentário. Recomendo o blog Foco em Gerações (www.focoemgeracoes.com) do Grupo Foco e o site do Sidnei Oliveira (www.sidneioliveira.com), que inclusive possui um livro abordando o tema Geração Y.

      Um abraço e continue participando.

  • Jair Galdino

    Prezados,
    Acredito em mudanças, mudanças que aperfeiçoam, atualizam e criam novas realidades, mas mudança que se traduz de forma equivocada e até certo ponto piegas, como se a tal geração Y a tudo tivesse criado e inovado, do tipo; Nunca antes… Olhe em torno de si e identifique, verão que a pretensão é rísivel.
    A geração Y é simplesmente usuária de tudo que foi construido pela geração anterior, e esta em relação a outra, e só. Como diz NN ” Tudo passa, tudo passará”

  • Jair Galdino

    Prezados,
    Acredito em mudanças, mudanças que aperfeiçoam, atualizam e criam novas realidades, mas mudança que se traduz de forma equivocada e até certo ponto piegas, como se a tal geração Y a tudo tivesse criado e inovado, do tipo; Nunca antes… Olhe em torno de si e identifique, verão que a pretensão é rísivel.
    A geração Y é simplesmente usuária de tudo que foi construido pela geração anterior, e esta em relação a outra, e só. Como diz NN ” Tudo passa, tudo passará”

  • Jair Galdino

    Prezados,
    Acredito em mudanças, mudanças que aperfeiçoam, atualizam e criam novas realidades, mas mudança que se traduz de forma equivocada e até certo ponto piegas, como se a tal geração Y a tudo tivesse criado e inovado, do tipo; Nunca antes… Olhe em torno de si e identifique, verão que a pretensão é rísivel.
    A geração Y é simplesmente usuária de tudo que foi construido pela geração anterior, e esta em relação a outra, e só. Como diz NN ” Tudo passa, tudo passará”

  • http://www.tossulino.com Guilherme Tossulino

    Oi Rafael,

    Realmente, o assunto vale para diversas situações. O que queremos deixar claro no post é que a Geração Y é menos passiva em relação a esse tipo de assunto e as empresas e equipes precisam aprender a lidar com isso para se adequarem ao mercado.

    Obrigado pela visita e pelo comentário.

    Abraços.

  • http://www.tossulino.com Guilherme Tossulino

    Oi Rafael,

    Realmente, o assunto vale para diversas situações. O que queremos deixar claro no post é que a Geração Y é menos passiva em relação a esse tipo de assunto e as empresas e equipes precisam aprender a lidar com isso para se adequarem ao mercado.

    Obrigado pela visita e pelo comentário.

    Abraços.

  • http://www.tossulino.com Guilherme Tossulino

    Oi Rafael,

    Realmente, o assunto vale para diversas situações. O que queremos deixar claro no post é que a Geração Y é menos passiva em relação a esse tipo de assunto e as empresas e equipes precisam aprender a lidar com isso para se adequarem ao mercado.

    Obrigado pela visita e pelo comentário.

    Abraços.

Leia Tambem...

Logo

Um espaço para expressão de ideias, experiências, estudos, leituras, vivências e aprendizados. Trazendo um olhar jovem e único sobre os diversos temas existentes no dia a dia profissional e pessoal.

Siga-nos no...

AUTORES